Vivências cotidianas de parteiras e ‘experientes’ do tocantins Reportar como inadecuado




Vivências cotidianas de parteiras e ‘experientes’ do tocantins - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Estudos Feministas 2002, 10 (2)

Autor: Benedita Celeste Pinto de Moraes

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Estudos Feministas ISSN: 0104-026X ref@cfh.ufsc.br Universidade Federal de Santa Catarina Brasil Pinto de Moraes, Benedita Celeste Vivências cotidianas de parteiras e experientes do Tocantins Revista Estudos Feministas, vol.
10, núm.
2, jul.-dic., 2002, pp.
441-448 Universidade Federal de Santa Catarina Santa Catarina, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=38110213 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto VIVÊNCIAS COTIDIANAS DE PARTEIRAS E ‘EXPERIENTES’ DO TOCANTINS BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO Pontifícia Universidade Católica de São Paulo R esumo esumo: Através dos relatos orais, mediante as lembranças do passado de descendentes de antigos quilombolas, o presente artigo analisa as práticas cotidianas de parteiras, curandeiras e suas descendentes na região do Tocantins, no Pará – norte da Amazônia.
Ao lado da assistência ao parto, essas mulheres desempenharam uma série de atividades relacionadas aos processos de curas e manipulação de plantas medicinais, bem como trabalhos para sobrevivência, muitos deles nem sempre considerados em outras regiões e culturas como sendo atividades compatíveis com o sexo feminino.
Este artigo contribui, assim, para repensar a importância do estudo das práticas cotidianas para o conhecimento dos diferentes papéis exercidos por mulheres e homens, e também para repensar como se dá a relação entre gêneros, inclusive as formas de dominação em determinada sociedade. Palavras-chave alavras-chave: parteiras, assistência ao parto, curas, oralidade e gênero na Amazônia. A vida cotidiana das parteiras e ‘experientes’1 nos povoados rurais da região do Tocantins,2 no Pará, toma a mesma direção do rio da vida das demais m...





Documentos relacionados