Gênero, sexo, raça e a formação de subjetividades femininas em cuba, século xix Reportar como inadecuado




Gênero, sexo, raça e a formação de subjetividades femininas em cuba, século xix - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Estudos Feministas 2017, 25 (1)

Autor: Olga Cabrera

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Estudos Feministas ISSN: 0104-026X ref@cfh.ufsc.br Universidade Federal de Santa Catarina Brasil Cabrera, Olga Gênero, sexo, raça e a formação de subjetividades femininas em Cuba, século XIX Revista Estudos Feministas, vol.
25, núm.
1, enero-abril, 2017, pp.
113-141 Universidade Federal de Santa Catarina Santa Catarina, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=38149070007 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto http:--dx.doi.org-10.1590-1806-9584.2017v25n1p113 Olga Cabrera Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil Gênero Gênero,, sexo e raça e a formação de subjetividades femininas em Cuba, século XIX Resumo: Os estudos de gênero sobre o século XIX cubano têm privilegiado as mulheres escritoras.
Para a aproximação a esses discursos, existem várias teorias nos campos literários e feministas.
Porém, a incidência da classe, da raça, do sexo nas relações de gênero1 e na formação das subjetividades2 femininas entre setores populares é um tema menos estudado e, sobretudo, a permanência das matrizes africanas na nova situação.
Neste trabalho, busco relacionar esses conceitos com o foco nas negras e nas pardas escravas, sem abandonar a interpretação social mais abrangente.
As fontes escritas sobre o assunto são fragmentadas, além das distorções sofridas pela interpretação de um terceiro: procurador de justiça, síndico de escravos, escrevente e até historiadores e editores que participaram na organização das mesmas.
O estudo aborda os processos de transformação das relações de gênero e das subjetividades femininas, criando formas diferentes dentro do gênero, pela autonomia de negras e mulatas em relação às normativas masculinas brancas domi...





Documentos relacionados