Evolução recente da propriedade domiciliar no brasil Report as inadecuate




Evolução recente da propriedade domiciliar no brasil - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Carlos Fernando Ferreira Lobo ; Aguirre Araújo Chaves ;Investigaciones Geográficas (Mx) 2016, (91)

Author: Ralfo Edmundo da Silva Matos

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Investigaciones Geográficas (Mx) ISSN: 0188-4611 edito@igg.unam.mx Instituto de Geografía México da Silva Matos, Ralfo Edmundo; Ferreira Lobo, Carlos Fernando; Araújo Chaves, Aguirre Evolução recente da propriedade domiciliar no Brasil Investigaciones Geográficas (Mx), núm.
91, 2016, pp.
124-136 Instituto de Geografía Distrito Federal, México Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=56949503008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Investigaciones Geográficas, Boletín del Instituto de Geografía, UNAM ISSN 2448-7279, núm.
91, 2016, pp.
124-136, dx.doi.org-10.14350-rig.47358 Evolução recente da propriedade domiciliar no Brasil Recibido: 27 de febrero de 2015.
Aceptado: 8 de febrero de 2016. Publicado en línea (pre-print): 18 de abril de 2016. Ralfo Edmundo da Silva Matos* Carlos Fernando Ferreira Lobo* Aguirre Araújo Chaves*** Resumo.
O debate sobre a propriedade privada é um tema recorrente que ainda mobiliza a atenção de muitos estudiosos.
No Brasil, dado o passivo histórico de despossuídos, a tardia abolição da escravidão (1888) e a grande extensão geográfica do país, é fato conhecido que a casa própria sempre foi um sonho de milhões de famílias.
Até hoje, milhões de moradias precárias marcam a fisionomia urbana das cidades brasileiras.
Contudo, os últimos dados censitários permitem concluir que tem havido mudanças nesse quadro.
No Brasil urbano, o ritmo de crescimento dos domicílios “próprios” e “não próprios” foi superior ao crescimento demográfico, sobretudo nas regiões Norte, Centro Oeste e Nordeste.
Os dados indicam que a propriedade privada no Brasil se expandiu significativamente no começo do século XXI.
Houve uma redução relativa dos imó...





Related documents