Predição da estrutura diamétrica de espécies comerciais de terra firme da amazônia por meio de matriz de transição Reportar como inadecuado




Predição da estrutura diamétrica de espécies comerciais de terra firme da amazônia por meio de matriz de transição - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Sebastião Machado do Amaral ; Afonso Filho Figueiredo ; Carlos Roberto Sanquetta ;Ciência Florestal 2002, 12 (1)

Autor: Ulisses Cunha Silva da

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Ciência Florestal ISSN: 0103-9954 cf@ccr.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria Brasil Cunha Silva da, Ulisses; Machado do Amaral, Sebastião; Filho Figueiredo, Afonso; Sanquetta, Carlos Roberto Predição da estrutura diamétrica de espécies comerciais de terra firme da amazônia por meio de matriz de transição Ciência Florestal, vol.
12, núm.
1, junho, 2002, pp.
109-122 Universidade Federal de Santa Maria Santa Maria, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=53412111 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Ciê ncia Florestal, Santa Maria, v.
12, n.
1, p.
109-122 109 ISSN 0103-9954 PREDIÇ Ã O DA ESTRUTURA DIAMÉTRICA DE ESPÉCIES COMERCIAIS DE TERRA FIRME DA AMAZÔ NIA POR MEIO DE MATRIZ DE TRANSIÇ Ã O PREDICTION OF THE DIAMETRIC STRUCTURE OF COMMERCIAL TREE SPECIES OF THE AMAZONIAN UPLAND FOREST, USING TRANSITION MATRIX Ulisses Silva da Cunha1 Sebastiã o do Amaral Machado 2 Afonso Figueiredo Filho3 Carlos Roberto Sanquetta 4 RESUMO Esta pesquisa se originou de uma base de dados de dois inventários a 100% realizados em 1984 e 2000 sobre uma mesma área de 576 ha de floresta tropical primária, localizada na Floresta Nacional do Tapajós, Belterra, Pará.
A pesquisa objetivou avaliar a evoluç ã o da estrutura diamé trica de seis espé cies comerciais de terra firme da Amazônia no período 1984-2000 e projetá-la para 2016, utilizando-se de matriz de transiç ã o.
Nos dois inventários, as CAP foram medidas com fita mé trica, sendo que em 1984, as alturas comerciais foram medidas com o hipsômetro de Weiss e, em 2000, estimadas com o uso de varas; o DAP mínimo em 1984 foi de 55 cm para todas as espé cies e, em 2000, foi adotado o DAP mínimo de 35 cm.
A construç ã o da ma...





Documentos relacionados