Uso do solo e análise temporal da ocorrência de vegetação natural na fazenda experimental edgardia, em botucatu-sp Reportar como inadecuado




Uso do solo e análise temporal da ocorrência de vegetação natural na fazenda experimental edgardia, em botucatu-sp - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Maurício Sartori Scorsatto ;Revista Árvore 2002, 26 (5)

Autor: Luiz Alberto Jorge Blanco

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Árvore ISSN: 0100-6762 r.arvore@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil Jorge Blanco, Luiz Alberto; Sartori Scorsatto, Maurício Uso do solo e análise temporal da ocorrência de vegetação natural na fazenda experimental Edgardia, em Botucatu-SP Revista Árvore, vol.
26, núm.
5, setembro-outubro, 2002, pp.
585-592 Universidade Federal de Viçosa Viçosa, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=48826509 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto : 585 Uso do Solo e Análise Temporal da Ocorrência de Vegetação . USO DO SOLO E ANÁLISE TEMPORAL DA OCORRÊNCIA DE VEGETAÇÃO NATURAL NA FAZENDA EXPERIMENTAL EDGARDIA, EM BOTUCATU-SP1 Luiz Alberto Blanco Jorge2 e Maurício Scorsatto Sartori2 RESUMO - Foram mapeados o uso do solo e as alterações das áreas de vegetação natural da Fazenda Experimental Edgardia, localizada em região de Cuesta no município de Botucatu-SP, em dois períodos (1978 e 1997), com o auxílio do sistema de informações geográficas ILWIS v.2.2 para Windows, de fotografia aérea e de imagens dos satélites Spot e Landsat-5.
Cruzaram-se as informações de ocorrência da vegetação natural nas duas épocas, derivando-se um mapa temático que permitiu verificar a variação temporal das áreas dos fragmentos florestais, assim como foram observadas as associações da vegetação natural com a declividade e as unidades de solo. Analisado o intervalo de 19 anos, foram detectadas uma regeneração significativa de áreas de Floresta Estacional Semidecidual, na frente da Cuesta, em unidades de Neossolo Litólico, e uma pequena regeneração da tipologia cerradão, na depressão periférica, onde ocorrem solos de textura arenosa. Palavras-chave: Uso do solo, v...





Documentos relacionados