Alterações florísticas ocorridas num período de quatorze anos na vegetação arbórea de uma floresta estacional semidecidual em viçosa-mg Reportar como inadecuado




Alterações florísticas ocorridas num período de quatorze anos na vegetação arbórea de uma floresta estacional semidecidual em viçosa-mg - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Alexandre Francisco da Silva ; Agostinho Souza Lopes de ; Flavio Antonio Santos Maës dos ;Revista Árvore 2002, 26 (6)

Autor: Alessandro de Paula

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Árvore ISSN: 0100-6762 r.arvore@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil Paula, Alessandro de; Silva, Alexandre Francisco da; Souza Lopes de, Agostinho; Santos Maës dos, Flavio Antonio Alterações florísticas ocorridas num período de quatorze anos na vegetação arbórea de uma floresta estacional semidecidual em Viçosa-MG Revista Árvore, vol.
26, núm.
6, novembro-dezembro, 2002, pp.
743-749 Universidade Federal de Viçosa Viçosa, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=48826610 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 743 Alterações Florísticas Ocorridas num Período de Quatorze. ALTERAÇÕES FLORÍSTICAS OCORRIDAS NUM PERÍODO DE QUATORZE ANOS NA VEGETAÇÃO ARBÓREA DE UMA FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL EM VIÇOSA-MG1 Alessandro de Paula2, Alexandre Francisco da Silva3, Agostinho Lopes de Souza4 e Flavio Antonio Maës dos Santos5 RESUMO - Estudou-se um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Submontana, localizado no município de Viçosa (de 20o35’ a 28o50’S e de 42o45’ a 43o00’W), Estado de Minas Gerais, com os objetivos de identificar e analisar as alterações florísticas entre levantamentos realizados em 1984 e 1998.
A listagem florística foi determinada a partir de um estudo fitossociológico no qual foi utilizado o método de parcelas contíguas, cobrindo uma área de 1 ha, tendo sido amostrados os indivíduos que apresentassem no mínimo 15 cm de CAP.
Em 1998 foram encontradas 94 espécies, distribuídas em 77 gêneros e 32 famílias botânicas.
Comparando os levantamentos de 1984 e 1998, constatou-se que dez espécies entraram no perfil, sendo cinco secundárias tardias e cinco secundárias iniciais. Palavras-chave: Mudanças florísticas, F...





Documentos relacionados