Classes sucessionais e síndromes de dispersão de espécie arbóreas e arbustivas existentes em vegetação ciliar remanescente (conchal, sp), como subsídio para avaliar o potencial do fragmento como fonte de propágulos para enReportar como inadecuado




Classes sucessionais e síndromes de dispersão de espécie arbóreas e arbustivas existentes em vegetação ciliar remanescente (conchal, sp), como subsídio para avaliar o potencial do fragmento como fonte de propágulos para en - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Luiz Mauro Barbosa ;Revista Árvore 2009, 33 (2)

Autor: Clarissa de Aquino

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Árvore ISSN: 0100-6762 r.arvore@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil Aquino, Clarissa de; Barbosa, Luiz Mauro Classes sucessionais e síndromes de dispersão de espécie arbóreas e arbustivas existentes em vegetação ciliar remanescente (Conchal, SP), como subsídio para avaliar o potencial do fragmento como fonte de propágulos para enriquecimento de áreas revegetadas no Rio Mogi-Guaçu, SP Revista Árvore, vol.
33, núm.
2, abril, 2009, pp.
349-358 Universidade Federal de Viçosa Viçosa, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=48813388016 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 349 Classes sucessionais e síndromes de dispersão de … CLASSES SUCESSIONAIS E SÍNDROMES DE DISPERSÃO DE ESPÉCIES ARBÓREAS E ARBUSTIVAS EXISTENTES EM VEGETAÇÃO CILIAR REMANESCENTE (CONCHAL, SP), COMO SUBSÍDIO PARA AVALIAR O POTENCIAL DO FRAGMENTO COMO FONTE DE PROPÁGULOS PARA ENRIQUECIMENTO DE ÁREAS REVEGETADAS NO RIO MOGI-GUAÇU, SP 1 Clarissa de Aquino 2 e Luiz Mauro Barbosa 3 RESUMO – Este estudo foi realizado em fragmento de vegetação ciliar remanescente, localizado à margem direita do rio Mogi-Guaçu, Município de Conchal, SP, tendo como objetivo a avaliação do potencial desse fragmento como fonte de propágulos para projetos de enriquecimento em áreas ciliares implantadas na região de Mogi-Guaçu, SP.
Para tanto, foi realizada a caracterização sucessional e da síndrome de dispersão das espécies arbóreas e arbustivas.
No local, foram registradas 99 espécies arbóreas e arbustivas, pertencentes a 38 famílias. As famílias com maior número de espécies foram Euphorbiaceae, Fabaceae, Myrtaceae e Rubiaceae.
Quanto aos grupos sucessionais, foi verificado equilíbrio na ...





Documentos relacionados