Características simbióticas e fenotípicas de azorhizobium doebereinerae, microissimbiote de sesbania virgata Reportar como inadecuado




Características simbióticas e fenotípicas de azorhizobium doebereinerae, microissimbiote de sesbania virgata - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Fátima M. S. Moreira ;Revista Árvore 2009, 33 (2)

Autor: Ligiane Aparecida Florentino

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Árvore ISSN: 0100-6762 r.arvore@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil Aparecida Florentino, Ligiane; Moreira, Fátima M.
S. Características simbióticas e fenotípicas de Azorhizobium doebereinerae, microissimbiote de Sesbania virgata Revista Árvore, vol.
33, núm.
2, abril, 2009, pp.
215-226 Universidade Federal de Viçosa Viçosa, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=48813388003 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 215 Características simbióticas e fenotípicas de … CARACTERÍSTICAS SIMBIÓTICAS E FENOTÍPICAS DE Azorhizobium doebereinerae, MICROSSIMBIOTE DE Sesbania virgata1 Ligiane Aparecida Florentino2 e Fátima M.
S.
Moreira3 RESUMO – Foram realizados quatro experimentos em casa de vegetação.
O primeiro e o segundo experimentos tiveram por objetivo verificar a capacidade de nodulação e a eficiência simbiótica de Sesbania virgata com estirpes de rizóbio homólogas (isoladas de nódulos da mesma espécie inoculada com amostras de solos da floresta amazônica e do Sudeste brasileiro, identificadas como Azorhizobium doebereinerae) e com estirpes de rizóbio isoladas de outras espécies de leguminosas.
No terceiro e quarto experimentos, o objetivo foi analisar se a presença de A.
doebereinerae em solos de diferentes ecossistemas, em dois municípios do Sul de Minas Gerais, estava relacionada com a presença de S.
virgata.
Em todos os experimentos foram adicionados três tratamentoscontrole para verificar a ausência de contaminação e adequação das condições experimentais para expressão da eficiência simbiótica, além servirem de referências para comparação dos demais tratamentos.
Dois controles foram sem inoculação: um sem nitrogênio mineral e...





Documentos relacionados