Os limites fiscais e orçamentários da reforma gerencial nos estados: o exemplo de minas gerais Reportar como inadecuado




Os limites fiscais e orçamentários da reforma gerencial nos estados: o exemplo de minas gerais - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Guilherme Parentoni Senra Fonseca ; Kamila Pagel de Oliveira ;Contabilidade Vista & Revista 2012, 23 1

Autor: Mauro César da Silveira

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Contabilidade Vista & Revista ISSN: 0103-734X contabilidadevistaerevista@face.ufmg.br Universidade Federal de Minas Gerais Brasil da Silveira, Mauro César; Parentoni Senra Fonseca, Guilherme; Pagel de Oliveira, Kamila Os Limites Fiscais e Orçamentários da Reforma Gerencial nos Estados: O Exemplo de Minas Gerais Contabilidade Vista & Revista, vol.
23, núm.
1, enero-marzo, 2012, pp.
127-163 Universidade Federal de Minas Gerais Minas Gerais, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=197026232001 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Os Limites Fiscais e Orçamentários da Reforma Gerencial nos Estados: O Exemplo de Minas Gerais Os Limites Fiscais e Orçamentários da Reforma Gerencial nos Estados: O Exemplo de Minas Gerais Mauro César da Silveira1 Guilherme Parentoni Senra Fonseca2 Kamila Pagel de Oliveira3 •Artigo recebido em: 15-02-2012••Artigo aceito em: 07-06-2012 Resumo O artigo analisa os resultados obtidos com a implantação do Choque de Gestão em Minas Gerais, quanto à capacidade de produzir os resultados esperados nos aspectos orçamentário e fiscal e de sustentá-los no médio prazo.
É analisada a evolução da execução orçamentária estadual, de 2004 a 2011, tendo como foco o percentual dos investimentos e a forma de financiamento das despesas estaduais, com base na reforma gerencial iniciada em 2003.
Foi realizada uma pesquisa quantitativa para avaliação da evolução de indicadores fiscais e orçamentários, tais como Resultado Primário e Nominal, Resultado Primário Marginal, Resultado Operacional Líquido, Índice de Investimento, Resultado Fiscal dos Recursos Ordinários, entre outros.
Valendo-se da pesquisa, conclui-se que, quanto à situação fiscal do Estado ...





Documentos relacionados