Evolução quantitativa de planossolos do agreste do estado de pernambuco Reportar como inadecuado




Evolução quantitativa de planossolos do agreste do estado de pernambuco - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Mauro Carneiro dos Santos ; Fernando Cartaxo Rolim Neto ;Revista Brasileira de Ciência do Solo 2009, 33 4

Autor: Roberto da Boa Viagem Parahyba

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: 0100-0683 revista@sbcs.org.br Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil Boa Viagem Parahyba, Roberto da; Carneiro dos Santos, Mauro; Cartaxo Rolim Neto, Fernando EVOLUÇÃO QUANTITATIVA DE PLANOSSOLOS DO AGRESTE DO ESTADO DE PERNAMBUCO Revista Brasileira de Ciência do Solo, vol.
33, núm.
4, 2009, pp.
991-999 Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Viçosa, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=180214069023 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto EVOLUÇÃO QUANTITATIVA DE PLANOSSOLOS DO AGRESTE DO ESTADO DE PERNAMBUCO. 991 SEÇÃO V - GÊNESE, MORFOLOGIA E CLASSIFICAÇÃO DO SOLO EVOLUÇÃO QUANTITATIVA DE PLANOSSOLOS DO AGRESTE DO ESTADO DE PERNAMBUCO(1) Roberto da Boa Viagem Parahyba(2), Mauro Carneiro dos Santos(3) & Fernando Cartaxo Rolim Neto(4) RESUMO A pedogênese dos solos planossólicos, especialmente da região do Agreste de Pernambuco, tem sido pouco estudada, havendo indicações e dúvidas relativas a alguns aspectos como a possível dualidade ou retrabalhamentos diferenciados na formação do material de origem, total das perdas e ganhos e a relativa mobilidade dos principais elementos constitutivos durante a evolução dos solos.
Foram estudados três solos com marcantes contrastes texturais em uma topossequência da região.
Foram estudados três solos com marcantes contrastes texturais em uma topossequência no Agreste de Pernambuco.
Os objetivos da pesquisa foram averiguar a compatibilidade dos solos com os materiais geológicos subjacentes e avaliar quantitativamente as perdas e os ganhos ocorridos durante a pedogênese. Para isso foram realizadas análises química total e de zircônio (Zr) e quartzo, tomados como base ...





Documentos relacionados