Vivência do familiar da pessoa em sofrimento psíquico Reportar como inadecuado




Vivência do familiar da pessoa em sofrimento psíquico - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

InterfaceComunicação, Saúde, Educação 2001, 5 9

Autor: Vânia Moreno

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Interface - Comunicação, Saúde, Educação ISSN: 1414-3283 intface@fmb.unesp.br Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Brasil Moreno, Vânia Vivência do familiar da pessoa em sofrimento psíquico Interface - Comunicação, Saúde, Educação, vol.
5, núm.
9, agosto, 2001, p.
172 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=180114091019 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto TESES Vivência do familiar da pessoa em sofrimento psíquico Experiences of family members to a person with mental suffering Nesta investigação, buscou-se apreender como as famílias dos pacientes vivenciam a experiência do sofrimento psíquico e como percebem os serviços de saúde mental.
Para alcançar esse objetivo, fez-se necessário entender a trajetória das famílias desde a constituição da psiquiatria enquanto ciência médica, quando os familiares eram excluídos do cuidado ao doente mental, até nossos dias, quando a família passa a compartilhar com a equipe e pacientes o projeto terapêutico. Também realizou-se um estudo de caso para conhecer o entendimento da família frente ao adoecimento e como seus membros convivem com o paciente.
A análise desenvolvida a partir das entrevistas revelou que os familiares concebem o sofrimento psíquico baseado no paradigma da psiquiatria, como uma doença incurável e de evolução crônica. Diante disso, evitam causar atritos para impedir futuras crises, buscando um clima de harmonia.
Utilizam a crença religiosa para trazer conforto frente ao sofrimento a ser enfrentado.
Recorrem aos serviços de saúde mental quando não conseguem controlar os comportamentos inadequados do paciente ...





Documentos relacionados