O cuidado de grávidas e bebês no contexto do programa de saúde da família: um estudo etnográfico Reportar como inadecuado




O cuidado de grávidas e bebês no contexto do programa de saúde da família: um estudo etnográfico - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Cecilia Anne McCallum ;InterfaceComunicação, Saúde, Educação 2010, 14 34

Autor: Vania Bustamante

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Interface - Comunicação, Saúde, Educação ISSN: 1414-3283 intface@fmb.unesp.br Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Brasil Bustamante, Vania; McCallum, Cecilia Anne O cuidado de grávidas e bebês no contexto do Programa de Saúde da Família: um estudo etnográfico Interface - Comunicação, Saúde, Educação, vol.
14, núm.
34, julio-septiembre, 2010, pp.
607-618 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=180115835015 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto O cuidado de grávidas e bebês no contexto do Programa de Saúde da Família: um estudo etnográfico Vania Bustamante1 Cecilia Anne McCallum2 BUSTAMANTE, V.; MCCALLUM, C.A.
Caring for pregnant women and babies in the context of the Family Healthcare Program: an ethnographic study.
Interface - Comunic., Saude, Educ., v.14, n.34, p.607-18, jul.-set.
2010. This study aims to contribute towards the conceptual discussion on care from an ethnographic approach among pregnant women and babies in a low-income district of Salvador who were attended within the Family Healthcare Program.
We conducted interviews and participant observation. Based on analysis of two situations discovery of pregnancy with the decision to take it further, and breastfeeding – we compared the professionals’ and users’ perspectives.
We argue that for both, care involves continuing construction of projects of the person.
While professionals focus their interventions on the women, seeking to give guidance and apply planned routines, users make reference to spontaneous behavior that responds to practical demands and in which embodied experience is central.
The differences between profes...





Documentos relacionados