Modernidade contracultural e pós-‘colonial’ em midnight robber, de nalo hopkinson Reportar como inadecuado




Modernidade contracultural e pós-‘colonial’ em midnight robber, de nalo hopkinson - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Brasileira do Caribe 2015, XVI 30

Autor: Sonia Torres

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Brasileira do Caribe ISSN: 1518-6784 revista_brasileira_caribe@hotmail.com Universidade Federal de Goiás Brasil Torres, Sonia MODERNIDADE CONTRACULTURAL E PÓS-‘COLONIAL’ EM MIDNIGHT ROBBER, DE NALO HOPKINSON Revista Brasileira do Caribe, vol.
XVI, núm.
30, enero-junio, 2015, pp.
47-64 Universidade Federal de Goiás Goiânia, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=159142612003 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto MODERNIDADE CONTRACULTURAL E PÓS-‘COLONIAL’ EM MIDNIGHT ROBBER, DE NALO HOPKINSON1 Sonia Torres (UFF-CNPq) Universidade Federal Fluminense, Niteroi, RJ, BR Resumo A ficção especulativa pós-colonial de Nalo Hopkinson convoca elementos ‘canônicos’ da ficção científica, tais como o desenvolvimento tecnocientífico, a distopia futurológica, a viagem espacial e o trânsito entre diferentes dimensões, fundindo-os com uma multiplicidade de marcadores do legado colonial caribenho, resultando em uma narrativa de modernidade contracultural, ou o que Ashcroft (2009) denomina modernidade alternativa.
Partindo dessas considerações, proponho uma leitura de Midnight Robber (2000), de Hopkinson, argumentando que a obra aponta, metaforicamente, para as tensões entre o arquivo oficial da modernidade e os pontos cegos dessa mesma narrativa. Palavras-chave: Ficção especulativa, tecnociência, pós-colonial Abstract Nalo Hopkinson’s postcolonial speculative fiction deploys ‘canonical’ elements from the science fiction genre, such as technoscientific development, futurological dystopia, space travel, and the transit between different dimensions, fusing them with a multiplicity of markers of the Caribbean colonial legacy.
This fusion results in a narrative of count...





Documentos relacionados