A revolução ilhada: uma análise de -cuba, revolução e reforma- coleção nossa américa. Reportar como inadecuado




A revolução ilhada: uma análise de -cuba, revolução e reforma- coleção nossa américa. - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Brasileira do Caribe 2016, XVII 33

Autor: Marcos Antonio da Silva

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Brasileira do Caribe ISSN: 1518-6784 revista_brasileira_caribe@hotmail.com Universidade Federal de Goiás Brasil da Silva, Marcos Antonio A REVOLUÇÃO ILHADA: uma análise de “Cuba, Revolução e Reforma” (Coleção Nossa América). Revista Brasileira do Caribe, vol.
XVII, núm.
33, julio-diciembre, 2016, pp.
227-232 Universidade Federal de Goiás Goiânia, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=159149454012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto RESENHA A REVOLUÇÃO ILHADA: uma análise de “Cuba, Revolução e Reforma” (Coleção Nossa América). Marcos Antonio da Silva Universidade de São Paulo, USP, São Paulo, Br Apesar dos avanços recentes, boa parte da sociedade e da academia brasileira ainda possui um profundo desconhecimento ou distanciamento em relação à América Latina.
Apesar da (suposta) especificidade brasileira, tal desconhecimento se relaciona ao distanciamento histórico de nosso país em relação à região alicerçado em diversas causas (políticas, econômicas, culturais, geopolíticas, .) que se acumularam ao longo do tempo. Isto gerou o que Francisco de Oliveira denomina, para pensar tal relação, de “Fronteiras Invisíveis” que sempre foram mais sutis, profundas e eficazes que as fronteiras oficiais1. No caso de Cuba, além dos aspectos acima mencionados, e apesar do aparente número de publicações, tal desconhecimento é evidente e reforçado pelas barreiras ideológicas, a “eterna guerrafria”, que dificulta o desenvolvimento de análises objetivas, amplas e complexas da sociedade cubana contemporânea com suas características específicas, seus avanços e contradições, seus dilemas e desafios. 1 Como aponta Oliveira: “A su...





Documentos relacionados