Reseña de -a pré-história da mente - uma busca das origens da arte, da religião e da ciência- de mithen, s. Reportar como inadecuado




Reseña de -a pré-história da mente - uma busca das origens da arte, da religião e da ciência- de mithen, s. - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Educar em Revista 2004, 24

Autor: Nara L. C. Salamunes

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Educar em Revista ISSN: 0104-4060 educar@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil Salamunes, Nara L.
C. Reseña de -A pré-história da mente - uma busca das origens da arte, da religião e da ciência- de MITHEN, S. Educar em Revista, núm.
24, 2004, pp.
283-288 Universidade Federal do Paraná Paraná, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=155017717017 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto PUENTE, M.
T.
G.
E.
de la La Psicología en la Atención. MITHEN, S.
A pré-história da mente − uma busca das origens da arte, da religião e da ciência.
São Paulo: Unesp, 2002 Nara L.
C.
Salamunes * Considerando que a chave para o entendimento da mente moderna está situada no período aproximado de seis milhões de anos de evolução que separam as mentes humanas das dos chimpanzés, após terem tido estas espécies um ancestral comum, Steven MITHEN, arqueólogo nascido na Inglaterra, pretende realizar a união das subdisciplinas “Arqueologia cognitiva” e “Psicologia evolutiva” no livro A pré-história da mente, publicado originalmente em inglês, em 1996.
Registrando os principais achados arqueológicos ocorridos até metade dos anos noventa, que nos permitem supor as ações desenvolvidas por nossos ancestrais ao forjarem sua sobrevivência, MITHEN indica os principais instrumentos utilizados por eles e suas transformações ao longo do tempo.
Com base em resultados de pesquisas arqueológicas significativas e extensamente indicadas, ele faz um belo registro das interpretações sobre o aparecimento do Homo sapiens sapiens, afirmando que, até isso acontecer, não havia arte, religião ou ciência.
Infere sobre diferentes processos adaptativos que se desenvolveram em diferentes per...





Documentos relacionados