Inventários, espaço, memória e sensibilidades urbanas Reportar como inadecuado




Inventários, espaço, memória e sensibilidades urbanas - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Educar em Revista 2015, 58

Autor: Antonio Gilberto Ramos Nogueira

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Educar em Revista ISSN: 0104-4060 educar@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil Ramos Nogueira, Antonio Gilberto Inventários, espaço, memória e sensibilidades urbanas Educar em Revista, núm.
58, octubre-diciembre, 2015, pp.
37-53 Universidade Federal do Paraná Paraná, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=155043164004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Inventários, espaço, memória e sensibilidades urbanas Inventories, space, memory and urban sensitivities Antonio Gilberto Ramos Nogueira1 RESUMO O artigo busca traçar algumas reflexões em torno da relação entre inventários e sensibilidades urbanas, tomando como base os desdobramentos do projeto “Patrimônio e História Local: Inventário de Referências Culturais do bairro Benfica (CE)”, desenvolvido no âmbito do Grupo de Estudos e Pesquisas em Patrimônio e Memória (GEPPM)- Universidade Federal do Ceará (UFC)- Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Ao identificar e documentar práticas, usos, apropriações e sentidos atribuídos por distintos sujeitos que estão ligados direta ou indiretamente aos espaços do bairro Benfica, diferentes sensibilidades foram acionadas revelando a história, a memória e o patrimônio da cidade.
A aplicabilidade do inventário levantou a necessidade de problematizar a experiência sensível da urbe – marcas de outras temporalidades –, manifestada em sua materialidade e subjetividade.
Nesta perspectiva, os inventários constituem-se como um exercício privilegiado de aprendizado no qual o dever da história e o lugar da memória, consubstanciados ao ensino da história, contribuem para desnaturalizar os usos do passado e o patrimônio da cidade.
Co...





Documentos relacionados