História e elites: possibilidades de estudo Reportar como inadecuado




História e elites: possibilidades de estudo - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Estudos Ibero-Americanos 2012, 38 2

Autor: Eduardo de Melo Salgueiro

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Estudos Ibero-Americanos ISSN: 0101-4064 eia@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil de Melo Salgueiro, Eduardo História e elites: possibilidades de estudo Estudos Ibero-Americanos, vol.
38, núm.
2, julio-diciembre, 2012, pp.
398-404 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=134625292011 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Os conteúdos deste periódico de acesso aberto estão licenciados sob os termos da Licença Creative Commons Atribuição-UsoNãoComercial-ObrasDerivadasProibidas 3.0 Unported. Resenha - Review História e elites: possibilidades de estudo History and elites: research possibilities HEINZ, Flavio (org.).
História social das elites.
São Leopoldo: Oikos, 2011.
168 p. Flavio M.
Heinz tem sido um dos pesquisadores mais empenhados em adicionar o tema “elite” no debate da historiografia brasileira.
Ao que nos parece, muitos dos preconceitos que existiam em relação a tal abordagem historiográfica vão se dirimindo, uma vez que as propostas do autor são muito claras em relação ao que ele entende por elite e por que razão é pertinente elencá-la enquanto categoria-objeto de estudo.
Heinz nos contempla com uma bela iniciativa, reunindo oito pesquisadores dedicados a debater sobre os mais diversos segmentos das elites brasileiras.
Trata-se da obra História social das elites. Conforme assevera o organizador, os textos ali reunidos “são, em boa medida, fruto da crescente aplicação do modelo da história social de tipo prosopográfico para a pesquisa de coletividades institucionais, profissionais ou políticas” (p.
7), isto é, trata-se muito mais de trabalhos mon...





Documentos relacionados