Teoria das restrições versus outros métodos de custeio: uma questão de curto ou de longo prazo Reportar como inadecuado




Teoria das restrições versus outros métodos de custeio: uma questão de curto ou de longo prazo - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Universo Contábil 2005, 1 (3)

Autor: Samuel Cogan

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista Universo Contábil ISSN: 1809-3337 universocontabil@furb.br Universidade Regional de Blumenau Brasil Cogan, Samuel TEORIA DAS RESTRIÇÕES VERSUS OUTROS MÉTODOS DE CUSTEIO: UMA QUESTÃO DE CURTO OU DE LONGO PRAZO Revista Universo Contábil, vol.
1, núm.
3, septiembre-diciembre, 2005, pp.
7-20 Universidade Regional de Blumenau Blumenau, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=117016151002 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto TEORIA DAS RESTRIÇÕES VERSUS OUTROS MÉTODOS DE CUSTEIO: UMA QUESTÃO DE CURTO OU DE LONGO PRAZO Samuel Cogan Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro E-mail: scogan@facc.ufrj.br RESUMO A Teoria das Restrições (TOC) e o Custeio Baseado em Atividades (ABC), embora opostos em seus fundamentos básicos, podem se conciliar em estudos de integração que buscam mostrar que juntos são superiores à sua abordagem individual.
No que se refere a essa integração, um grupo de autores (CAMPBELL,1992; MAcARTHUR, 1993; HOLMEN, 1995; FRITZSCH, 1997) defende que a diferença entre essas duas metodologias é uma questão de horizonte de tempo: a Teoria das Restrições para o curto prazo e o Custeio Baseado em Atividades para o longo prazo.
O presente artigo tem por objetivo mostrar, através de uma ilustração numérica, as considerações desse grupo de estudos.
Para tanto, a tomada de decisão da Teoria das Restrições é comparada com outros métodos de custeio: Custeio por Absorção Tradicional, Custeio Baseado em Atividades e o Custeio Variável.
A análise dos dados obtidos permite confirmar que a Teoria das Restrições apresentou resultado melhor que as demais técnicas no cur...





Documentos relacionados