Dança em ação - políticas de resistência no encarnado de lia rodrigues Reportar como inadecuado




Dança em ação - políticas de resistência no encarnado de lia rodrigues - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Movimento 2010, 16 (2)

Autor: Marina Souza Lobo Guzzo

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Movimento ISSN: 0104-754X stigger@adufrgs.ufrgs.br Escola de Educação Física Brasil Souza Lobo Guzzo, Marina Dança em ação - políticas de resistência no Encarnado de Lia Rodrigues Movimento, vol.
16, núm.
2, abril-junio, 2010, pp.
111-127 Escola de Educação Física Rio Grande do Sul, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=115316043006 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Dança em ação – políticas de resistência no Encarnado de Lia Rodrigues Marina Souza Lobo Guzzo * RESUMO: A arte é uma forma de comunicação entre artistas e interlocutores que se relacionam a partir de uma rede de pessoas, coisas, forças e sentidos, numa experiência de partilha do sensível.
A proposta desta pesquisa foi entender como é construído o sentido político para uma obra de arte tomando como exemplo um espetáculo de dança contemporânea, o Encarnado de Lia Rodrigues.
Partimos do pressuposto de que um espetáculo de dança atua como uma rede de materialidades e socialidades e os sentidos políticos são construídos a partir de uma série de acontecimentos e atores, que caracterizam a potência transformadora da obra.
A metodologia empregada nesta pesquisa foi feita com as contribuições da Teoria Ator-Rede (ANT), como um esforço de sistematização de uma forma de pensar e tratar a realidade que, ao invés de interpretar o mundo, visa a descrevê-lo, levando em conta a sua hibridização.
Algumas dessas ações foram analisadas: escolhas temáticas e estéticas, as atuações do coreógrafo-bailarino em relação ao seu próprio trabalho ou às políticas públicas de dança, a escolha dos espaços e lugares de ensaio, pesquisa, criação e apresentação das obras e ressonâncias e repercu...





Documentos relacionados