Espetáculo -velox-: risco-aventura na dança contemporânea de deborah colker Reportar como inadecuado




Espetáculo -velox-: risco-aventura na dança contemporânea de deborah colker - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Vera Lúcia Menezes Costa ;Movimento 2010, 16 (2)

Autor: Eline Silva Fonseca

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Movimento ISSN: 0104-754X stigger@adufrgs.ufrgs.br Escola de Educação Física Brasil Silva Fonseca, Eline; Menezes Costa, Vera Lúcia Espetáculo -Velox-: risco-aventura na dança contemporânea de Deborah Colker Movimento, vol.
16, núm.
2, abril-junio, 2010, pp.
93-109 Escola de Educação Física Rio Grande do Sul, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=115316043005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Espetáculo “Velox”: risco-aventura na dança contemporânea de Deborah Colker Eline Silva Fonseca * Vera Lúcia Menezes Costa ** Resumo: O objetivo deste artigo foi identificar o corpo em risco-aventura na dança contemporânea de Deborah Colker. O estudo é interpretativo, com abordagem qualitativa.
Através do Vídeo Mix, foi analisada a coreografia “Alpinismo”, na qual bailarinos dançam num palco vertical, uma criação inédita.
A descoberta desta linguagem abriu outros caminhos.
Beleza, equilíbrio, corpos em dança por paredes verticais formam o espetáculo, levando a plateia à contemplação estética da ilusão do risco.
Concluiu-se que o corpo em risco, construído numa produção estética nos espetáculos de Deborah Colker a partir dos seus atores-bailarinos, é uma das diferentes práticas sociais que envolvem o risco na sociedade contemporânea. Palavras-chave: Dança.
Movimento.
Imagem corporal.
Risco aceitável. 1 INTRODUÇÃO O risco, próprio da pós-modernidade, surge em diferentes práticas sociais e é inseparável da emoção e da aventura.
O termo composto risco-aventura surgiu para enfatizar um deslocamento importante dos sentidos modernos do risco, que recuperam a aventura como dimensão positiva.
Para Beck (1992), sociólogo alemão autor do conceito “s...





Documentos relacionados