Escala diagramática para avaliar severidade de mildio na soja Reportar como inadecuado




Escala diagramática para avaliar severidade de mildio na soja - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Louise Larissa MAY-DE-MIO ; Maristella DALLA-PRIA ; Hellen Aparecida Arantes do SANTOS ;Scientia Agraria 2008, 9 (1)

Autor: Ligia Sayko KOWATA

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Scientia Agraria ISSN: 1519-1125 sciagr@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil Sayko KOWATA, Ligia; MAY-DE-MIO, Louise Larissa; DALLA-PRIA, Maristella; Arantes do SANTOS, Hellen Aparecida ESCALA DIAGRAMÁTICA PARA AVALIAR SEVERIDADE DE MILDIO NA SOJA Scientia Agraria, vol.
9, núm.
1, 2008, pp.
105-110 Universidade Federal do Paraná Paraná, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=99516828017 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto KOWATA, L.S.
et al.
Escala diagramática para avaliar severidade. NOTA CIENTÍFICA ESCALA DIAGRAMÁTICA PARA AVALIAR SEVERIDADE DE MILDIO NA SOJA DIAGRAMMATIC SCALE FOR ASSESSMENT OF SOYBEAN DOWNY MILDEW SEVERITY Ligia Sayko KOWATA1 Louise Larissa MAY-DE-MIO2 Maristella DALLA-PRIA3 Hellen Aparecida Arantes do SANTOS4 RESUMO O míldio, causado por Peronospora manshurica, é uma doença secundária na cultura da soja, entretanto, em regiões mais frias e úmidas, tem ocorrido com maior freqüência.
Neste trabalho foi desenvolvida e validada uma escala diagramática para quantificar a severidade de míldio na soja.
Foram coletadas 200 folhas em Castro (PR), destas foram selecionadas 100 folhas exsicatadas em melhor estado de conservação contendo os diferentes níveis de severidade e em seguida numeradas para determinar as áreas das lesões e das folhas e calcular a severidade real por folha.
A escala considerou os limites de severidade mínima e máxima observados no campo e os níveis intermediários seguiram incrementos logarítmicos, obtendo oito níveis: 0,08; 0,30; 1,10; 3,39; 12,85; 34,92; 66,13 e 87,65%.
Para a validação sete avaliadores, sendo três com e quatro sem experiência estimaram a área lesionada, antes e após o uso da escala.
Por meio d...





Documentos relacionados