Améry e primo levi: a experiência do intelectual no lager e o dever de dar testemunho Reportar como inadecuado




Améry e primo levi: a experiência do intelectual no lager e o dever de dar testemunho - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Prisma Jurídico 2009, 8 (1)

Autor: Pedro Miguel Rodrigues Panarra

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Prisma Jurídico ISSN: 1677-4760 prismajuridico@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil Rodrigues Panarra, Pedro Miguel Améry e Primo Levi: a experiência do intelectual no Lager e o dever de dar testemunho Prisma Jurídico, vol.
8, núm.
1, enero-junio, 2009, pp.
143-161 Universidade Nove de Julho São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=93412810008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Améry e Primo Levi: a experiência do intelectual no Lager e o dever de dar testemunho Pedro Miguel Rodrigues Panarra Investigador na área de Filosofia em Portugal – Universidade Nova de Lisboa Curso superior de Filosofia e Mestrado em Filosofia – Universidade Nova de Lisboa. Lisboa [Portugal] pedro.panarra@googlemail.com Neste artigo, pretende-se compreender a concepção da figura do intelectual no pensamento de Jean Améry e de Primo Levi e sua relação com a ideia da necessidade de testemunhar a experiência inominável da vida no “campo”.
Os dois têm concepções diferentes sobre o alcance e o porte do testemunho, em razão também das diferentes relações que estabelecem com o espaço público.
As ideias discutidas neste artigo dizem respeito exclusivamente à concepção dos dois intelectuais, resultante da experiência de ambos, no que se refere aos limites da condição humana no Lager, os confins do espírito, como Améry designa essa terra de ninguém em que o sentido se perde.
Não têm pretensão de validade para nenhum tipo de intervenção no espaço público. Palavras-chave: Nacional-socialismo.
O intelectual no Lager. Testemunho no espaço público. Prisma Jur., São Paulo, v.
8, n.
1, p.
143-161, jan.-jun.
2009. 143 Améry e Primo Levi: a experiência do inte...





Documentos relacionados