Reinternações no hospital estadual bauru: ocorrência e possíveis causas Reportar como inadecuado




Reinternações no hospital estadual bauru: ocorrência e possíveis causas - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Eymar Sampaio Lopes ; Carlos Alberto Macharelli ;Saúde Coletiva 2013, 10 59

Autor: Ana Paula Delgallo Merli

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Saúde Coletiva ISSN: 1806-3365 editorial@saudecoletiva.com.br Editorial Bolina Brasil Delgallo Merli, Ana Paula; Sampaio Lopes, Eymar; Macharelli, Carlos Alberto Reinternações no Hospital Estadual Bauru: ocorrência e possíveis causas Saúde Coletiva, vol.
10, núm.
59, 2013, pp.
26-30 Editorial Bolina São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=84228211005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto epidemiologia hospitalar Merli APD, Lopes ES, Macharelli CA.
Reinternações no Hospital Estadual Bauru: ocorrência e possíveis causas Reinternações no Hospital Estadual Bauru: ocorrência e possíveis causas As hospitalizações constituem-se de procedimentos traumáticos para os pacientes, além de representarem alto custo social para a família e para a sociedade.
Para as instituições hospitalares, estatal ou particular essas reinternações não programadas representam um custo financeiro adicional.
Um número significativo dessas internações-reinternações possivelmente poderia ser evitado com uma melhor compreensão das condições pós-alta.
O presente estudo teve como objetivo avaliar o número de reinternações num hospital público e identificar as razões de sua ocorrência.
Os dados foram coletados junto à instituição hospitalar, através de documentos, registros e entrevistas junto aos pacientes.
Os resultados são baseados em 205 pacientes que sofreram reinternação não programada no período de janeiro a julho de 2006, num total de 3,1% das internações.
Mostram também que, apesar de os pacientes receberem recomendações sobre os cuidados a serem tomados em casa, existe pouca observância sobre as mesmas. Descritores: Readmissão do paciente; Economia hospitalar...





Documentos relacionados