Em busca de uma teoria da burocracia pública não-estatal: política e administração no terceiro setor Reportar como inadecuado




Em busca de uma teoria da burocracia pública não-estatal: política e administração no terceiro setor - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

RACRevista de Administração Contemporânea 1998, 2 3

Autor: Humberto Falcão Martins

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



RAC - Revista de Administração Contemporânea ISSN: 1415-6555 rac@anpad.org.br Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração Brasil Falcão Martins, Humberto Em busca de uma teoria da burocracia pública não-estatal: política e administração no terceiro setor RAC - Revista de Administração Contemporânea, vol.
2, núm.
3, septiembre-diciembre, 1998, pp.
109128 Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=84013648007 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Em Busca de uma Teoria da Burocracia Pública Não-Estatal: Política e Administração no Terceiro Setor Humberto Falcão Martins RESUMO O objetivo do artigo é explorar elementos que permitam a construção de uma base teórica acerca da burocracia pública não-estatal — organizações do terceiro setor voltadas à produção nãolucrativa de bens públicos, alegadamente insuscetíveis às disfunções da burocracia estatal.
Esta exploração se baseia em três pontos: a) uma proposição conceitual acerca de disfuncionalidades organizacionais e políticas da burocracia estatal, que geram inefetividade, patrimonialismo e insulamento burocrático; b) uma análise comparativa sobre a possibilidade de sua ocorrência no contexto da burocracia não-estatal; e c) a identificação de requisitos de efetividade burocrática estatal e não-estatal no contexto da governança contemporânea, tais como inserção social e regulação política.
Propõe-se que a burocracia pública não-estatal é relativamente mais apta ao atendimento do requisito da inserção social e menos apta ao atendimento do requisito da regulação política em bas...





Documentos relacionados