Regeneração natural em diferentes ambientes da mata de galeria do capetinga, na fazenda água limpa - df Reportar como inadecuado




Regeneração natural em diferentes ambientes da mata de galeria do capetinga, na fazenda água limpa - df - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Jeanine Maria Felfili ;CERNE 2009, 15 1

Autor: Gabriel Henrique Pires de Mello Ribeiro

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



CERNE ISSN: 0104-7760 cerne@dcf.ufla.br Universidade Federal de Lavras Brasil Pires de Mello Ribeiro, Gabriel Henrique; Felfili, Jeanine Maria REGENERAÇÃO NATURAL EM DIFERENTES AMBIENTES DA MATA DE GALERIA DO CAPETINGA, NA FAZENDA ÁGUA LIMPA - DF CERNE, vol.
15, núm.
1, enero-marzo, 2009, pp.
1-9 Universidade Federal de Lavras Lavras, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=74413015001 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto REGENERAÇÃO EM DIFERENTES AMBIENTES DA MATA DE GALERIA DO CAPETINGA, 1 Regeneração natural NATURAL em diferentes ambientes da mata. NA FAZENDA ÁGUA LIMPA-DF Gabriel Henrique Pires de Mello Ribeiro1, Jeanine Maria Felfili2 (recebido: 3 de março de 2008; aceito: 28 de novembro de 2008) RESUMO: A mata de galeria do Capetinga situa-se na Fazenda Água Limpa (FAL-DF), e sua regeneração de plântulas e juvenis foi avaliada para detectar padrões associados entre ambientes de borda e interior da mata por categoria.
Foram alocadas 30 parcelas de 5x5m, por ambiente para amostragem de juvenis, indivíduos maiores que 1,0m de altura e com menos de 5,0cm de diâmetro na base do caule.
Dentro dessas, foram marcadas subparcelas de 2x2m, para amostragem das plântulas, indivíduos menores que 1,0m de altura. As parcelas foram amostradas fora do barranco do córrego para minimizar o efeito da umidade.
A diversidade Shannon variou de 2,86 nats-ind (plântulas da borda) a 3,51 (juvenis do interior) e foi maior no interior para as duas categorias.
A similaridade Sørensen variou de 0,474 para categoria de plântulas (entre borda e interior) a 0,735 (entre plântulas e juvenis) na borda.
O índice de Czekanowski apresentou baixos valores que refletem a elevada diferenciação em termo...





Documentos relacionados