Qualidade de vida em gestantes com cardiopatia Reportar como inadecuado




Qualidade de vida em gestantes com cardiopatia - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Caroline de Lima Xavier ;Texto & Contexto Enfermagem 2013, 22 3

Autor: Silmara Meneguin

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Texto & Contexto Enfermagem ISSN: 0104-0707 texto&contexto@nfr.ufsc.br Universidade Federal de Santa Catarina Brasil Meneguin, Silmara; de Lima Xavier, Caroline QUALIDADE DE VIDA EM GESTANTES COM CARDIOPATIA Texto & Contexto Enfermagem, vol.
22, núm.
3, julio-septiembre, 2013, pp.
811-818 Universidade Federal de Santa Catarina Santa Catarina, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=71428558030 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original - 811 - QUALIDADE DE VIDA EM GESTANTES COM CARDIOPATIA Silmara Meneguin1, Caroline de Lima Xavier2 Doutora em Ciências.
Professora Assistente do Departamento do Enfermagem da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista (UNESP).
Botucatu, São Paulo, Brasil.
E-mail: silmeneguin@fmb.unesp.br 2 Estudante do Curso de Graduação em Enfermagem da UNESP.
Botucatu, São Paulo, Brasil.
E-mail: carolclx@hotmail.com 1 RESUMO: Pesquisa descritiva, exploratória, de corte transversal, que teve como objetivo descrever a percepção de qualidade de vida em gestantes com cardiopatia.
O Índice de Qualidade de Vida de Ferrans e Powers foi aplicado em 42 pacientes, a partir do segundo trimestre de gestação, entre janeiro de 2008 e março de 2009.
Usaram-se estatística descritiva, análise de variância e teste t de Student. A mediana do escore total de qualidade de vida foi relativamente alta (23,9) e o domínio socioeconômico, o mais comprometido (22,9). Tendência entre gravidez não planejada e domínio socioeconômico foi observada (p=0,065).
A qualidade de vida destas pacientes pode ser considerada boa, mas quando a gravidez não foi planejada contribuiu para piorar a dimensão socioeconômica.
A gestação de alto risco não afeto...





Documentos relacionados