Atitutes em fronteira: o caso de tabatinga e letícia Reportar como inadecuado




Atitutes em fronteira: o caso de tabatinga e letícia - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.



Este artigo analisa as atitudes lingüísticas de brasileiros e colombianos, bilíngües em espanhol e português, habitantes da área formada por Tabatinga e Letícia, com o objetivo de verificar a manutenção ou não de imaginário binacional a partir daquilo que os sujeitos referem sobre seus idiomas. Tal investigação tem natureza sociolingüística, porque as atitudes lingüísticas influenciam os destinos lingüísticos de qualquer comunidade. A metodologia baseia-se em técnicas de análise de dados e medida de atitudes sociais comuns na psicologia social. Mais especificamente, os dados obtidos por meio de entrevistas e questionários são aplicados a uma escala de medição de atitudes, conhecida como Escala de Likert. Constata-se que há diferenças de crenças e valores entre brasileiros e colombianos considerando-se aquilo que dizem sobre suas línguas. As atitudes lingüísticas encontradas denotam que, na região, mantém-se o imaginário binacional. A idéia de limite político está marcada. Os brasileiros preferem o português e o sentem como seu idioma; os colombianos pensam o mesmo em relação ao espanhol. Fala-se o português em Tabatinga e o espanhol em Letícia, reforçando a idéia de que o território nacional influi na escolha lingüística dos habitantes. Brasileiros e colombianos entendem-se como povos distintos um do outro, com crenças e idiomas diferentes.

Tipo de documento: Artículo - Article

Información adicional: Excepto que se establezca de otra forma, el contenido de esta revista cuenta con una licencia Creative Commons -reconocimiento, no comercial y sin obras derivadas- Colombia 2.5, que puede consultarse en http:-creativecommons.org-licenses-by-nc-nd-2.5-co-.

Palabras clave: atitudes lingüísticas, identidade, nação, bilingüismo, Brasil-Colômbia





Fuente: http://www.bdigital.unal.edu.co


Introducción



ATITUDES EM FRONTEIRA: O CASO DE TABATINGA E LET ÍCIA BORDER ATTITUDES: THE CASE OF TABATINGA AND LETICIA Gabriela de Campos Barbosa* Universidade Federal do Rio de Janeiro Artículo recibido 30-11-07, artículo aceptado 08-04-08 * gabriela67@yahoo.com Forma y Función n.º 21.
Bogotá, Colombia.
issn 0120-338x, pp.
303-324 304 GABRIELA DE CAMPOS BARBOSA Resumo Este artigo analisa as atitudes lingüísticas de brasileiros e colombianos, bilíngües em espanhol e português, habitantes da área formada por Tabatinga e Letícia, com o objetivo de verificar a manutenção ou não de imaginário binacional a partir daquilo que os sujeitos referem sobre seus idiomas.
Tal investigação tem natureza sociolingüística, porque as atitudes lingüísticas influenciam os destinos lingüísticos de qualquer comunidade.
A metodologia baseia-se em técnicas de análise de dados e medida de atitudes sociais comuns na psicologia social.
Mais especificamente, os dados obtidos por meio de entrevistas e questionários são aplicados a uma escala de medição de atitudes, conhecida como Escala de Likert. Constata-se que há diferenças de crenças e valores entre brasileiros e colombianos considerando-se aquilo que dizem sobre suas línguas.
As atitudes lingüísticas encontradas denotam que, na região, mantém-se o imaginário binacional.
A idéia de limite político está marcada.
Os brasileiros preferem o português e o sentem como seu idioma; os colombianos pensam o mesmo em relação ao espanhol.
Fala-se o português em Tabatinga e o espanhol em Letícia, reforçando a idéia de que o território nacional influi na escolha lingüística dos habitantes.
Brasileiros e colombianos entendem-se como povos distintos um do outro, com crenças e idiomas diferentes. Palavras-chave: atitudes lingüísticas, identidade, nação, bilingüismo, Brasil-Colômbia. BORDER ATTITUDES: THE CASE OF TABATINGA AND LETICIA Abstract This paper analyzes the linguistic attitudes of Brazilian...






Documentos relacionados