O capitalismo coordenado alemão: do boom do pós-guerra à agenda 2010 Reportar como inadecuado




O capitalismo coordenado alemão: do boom do pós-guerra à agenda 2010 - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Lua Nova 2006, 66

Autor: Alexandre Guimarães Queiroz

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Lua Nova ISSN: 0102-6445 luanova@cedec.org.br Centro de Estudos de Cultura Contemporânea Brasil Guimarães Queiroz, Alexandre O capitalismo coordenado alemão: Do boom do pós-guerra à Agenda 2010 Lua Nova, núm.
66, 2006, pp.
23-56 Centro de Estudos de Cultura Contemporânea São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=67306602 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto O CAPITALISMO COORDENADO ALEMÃO: DO DO PÓS-GUERRA À Alexandre Queiroz Guimarães A Alemanha apresentou nas décadas que se seguiram à Segunda Guerra Mundial uma performance econômica muito favorável: a taxa de crescimento anual foi de 8,2% entre 1950 e 1960 e de 4,4% entre 1960 e 1973 (Coates, 2000:05).
A produtividade também subiu significativamente: 5,9% ao ano entre 1950 e 19731.
A despeito do seu tamanho limitado, a Alemanha tornou-se o maior país exportador do mundo, com uma pauta muito diversificada, demonstrando capacidade de competição em vários setores.
Esses resultados foram alcançados ao lado de indicadores sociais também muito positivos: salários elevados, distribuição de renda entre as melhores do mundo desenvolvido, taxas de pobreza e criminalidade muito baixas, um abrangente Welfare State e desemprego praticamente nulo. Muitos fatores favoreceram o bom desempenho econômico.
Os anos do pós-guerra foram de forte crescimento 1.
Utilizou-se aqui o PIB por hora trabalhada, que, no mesmo período, cresceu 2,5% nos Estados Unidos.
Para o período 1973-1987, o aumento da produtividade na Alemanha foi de 2,6% ao ano, enquanto nos Estados Unidos foi de 1% ao ano (Coates, 2000: 26). São Paulo, 66: 23-56, 2006 23 O capitalismo coordenado alemão: Do 24 do pós-guerra à do comércio e da economia...





Documentos relacionados