Eduardo kugelmas Reportar como inadecuado




Eduardo kugelmas - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Lua Nova 2007, 70

Autor: Brasílio Sallum

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Lua Nova ISSN: 0102-6445 luanova@cedec.org.br Centro de Estudos de Cultura Contemporânea Brasil Sallum, Brasílio Eduardo Kugelmas Lua Nova, núm.
70, 2007, pp.
9-11 Centro de Estudos de Cultura Contemporânea São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=67307002 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Basílio Sallum Jr. EDUARDO KUGELMAS Brasílio Sallum Jr. Desde novembro de 2006, a morte súbita de Eduardo Kugelmas privou os muitos amigos, colegas e alunos de seu convívio.
Para mim, ela foi um choque.
Eu o conhecia desde 1968, quando o tive como professor de Política no Curso de Ciências Sociais, ainda ministrado na Rua Maria Antônia. O perdi de vista por algum tempo, seus anos de exílio, mas desde sua volta ao Brasil, ainda nos anos 1980, conversávamos mais de uma vez por semana, por telefone ou pessoalmente.
Ex-aluno e ex-professor tornaram-se amigos.
Eduardo era assim, capaz sempre e até desejoso de atravessar o círculo de sua geração para entabular amizades com os mais jovens, embora sem abandonar os velhos amigos.
Ele constituiu, desse modo, uma extensíssima rede de conhecidos e amigos, como se pode ver na homenagem que se fez a ele na USP, logo depois de seu falecimento. Eduardo dedicava-se com diplomacia e afinco a manter pelo intercâmbio constante essa rede extremamente diversificada de amigos e conhecidos – de múltiplas posições políticas e de interesses variados.
Creio que o segredo de seu sucesso estava não apenas no gosto pelo convívio social, mas também em valorizar as idéias dos outros.
Talvez por isso, Lua Nova, São Paulo, 70: 9-11, 2007 9 Eduardo Kugelmas 10 pela capacidade de admirar as idéias, fossem elas de quem fossem, é que Eduardo ampl...





Documentos relacionados