Monitoramento externo de qualidade em citopatologia cervical: avaliação do período de 2000 a 2004 Reportar como inadecuado




Monitoramento externo de qualidade em citopatologia cervical: avaliação do período de 2000 a 2004 - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Fundação Oncocentro de São Paulo ;Revista de Saúde Pública 2007, 41 6

Autor: Instituto Adolfo Lutz

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista de Saúde Pública ISSN: 0034-8910 revsp@usp.br Universidade de São Paulo Brasil Instituto Adolfo Lutz; Fundação Oncocentro de São Paulo Monitoramento externo de qualidade em citopatologia cervical: avaliação do período de 2000 a 2004 Revista de Saúde Pública, vol.
41, núm.
6, diciembre, 2007 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=67240163028 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev Saúde Pública 2007;41(6):1071 Instituto Adolfo Lutz Central – Setor de Citologia Oncótica, Divisão de Patologia. Fundação Oncocentro de São Paulo Correspondência | Correspondence: Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Av.
Dr.
Arnaldo, 351 1º andar sala 135 01246-901 São Paulo, SP, Brasil E-mail: bepa@saude.sp.gov.br Texto de difusão técnico-científica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Monitoramento externo de qualidade em citopatologia cervical: avaliação do período de 2000 a 2004 External quality control in cervical cytopathology: an evaluation from 2000–2004 O monitoramento externo de qualidade (MEQ) foi elaborado a partir de recomendações do Instituto Nacional do Câncer (INCA), com intuito de avaliar o desempenho dos diagnósticos citopatológicos de colo uterino e fornecer fomentos para educação continuada aos profissionais dos laboratórios que prestam serviços à rede pública de saúde. A resolução SS-116 de 27-7-2000 instituiu a Fundação Oncocentro de São Paulo (FOSP) e o Instituto Adolfo Lutz (IAL) como responsáveis pelo MEQ no Estado de São Paulo.
O monitoramento avalia as concordâncias e discordâncias dos exames citopatológicos observadas entre o laboratório de origem e o laboratório rev...





Documentos relacionados