Desigualdades socioeconômicas e saúde mental infantil Reportar como inadecuado




Desigualdades socioeconômicas e saúde mental infantil - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Joviana Quintes Avanci ; Raquel de Vasconcellos Carvalhaes de Oliveira ;Revista de Saúde Pública 2009, 43 1

Autor: Simone G Assis

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista de Saúde Pública ISSN: 0034-8910 revsp@usp.br Universidade de São Paulo Brasil Assis, Simone G; Quintes Avanci, Joviana; de Vasconcellos Carvalhaes de Oliveira, Raquel Desigualdades socioeconômicas e saúde mental infantil Revista de Saúde Pública, vol.
43, núm.
1, agosto, 2009, pp.
92-100 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=67240181014 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev Saúde Pública 2009;43(Supl.
1):92-100 Simone G AssisI Joviana Quintes AvanciI Raquel de Vasconcellos Carvalhaes de OliveiraII Desigualdades socioeconômicas e saúde mental infantil Socioeconomic inequalities and child mental health RESUMO OBJETIVO: Analisar a associação de determinantes sociodemográficos com o desenvolvimento de problemas de comportamento e de competência social em crianças. MÉTODOS: Estudo transversal realizado com 479 escolares entre seis e 13 anos de idade, da primeira série do ensino fundamental de escolas públicas em São Gonçalo (RJ), em 2005.
Foram investigadas variáveis socioeconômicas, estrutura familiar, escolaridade dos pais, cor da pele da criança, problemas de comportamento e competência social.
Foram calculadas razões de prevalência com respectivo intervalo com 95% de confiança.
Os dados apresentados foram expandidos para a população de alunos da rede de ensino investigada. RESULTADOS: Crianças abaixo da linha de pobreza, de cor da pele negra, com pais com baixa escolaridade, e vivendo em famílias monoparentais ou compostas por madrasta-padrasto apresentaram mais precária competência social e mais problemas de comportamento.
À medida que se elevavam os fatores de risco, crescia a prevalência das crianças c...





Documentos relacionados