Hospitalizações por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária em municípios goianos Reportar como inadecuado




Hospitalizações por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária em municípios goianos - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Brandão Veiga Jardim I ; Paulo César ; Ana Luiza Lima Sousa ;Revista de Saúde Pública 2012, 46 1

Autor: Sandro Rogério Rodrigues Batista

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Revista de Saúde Pública ISSN: 0034-8910 revsp@usp.br Universidade de São Paulo Brasil Rodrigues Batista, Sandro Rogério; Paulo César, Brandão Veiga Jardim I,; Lima Sousa, Ana Luiza; Salgado, Cláudia Maria Hospitalizações por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária em municípios goianos Revista de Saúde Pública, vol.
46, núm.
1, febrero, 2012, pp.
34-42 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=67240196005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev Saúde Pública 2012;46(1):34-42 Artigos Originais Sandro Rogério Rodrigues BatistaI Hospitalizações por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária em municípios goianos Paulo César Brandão Veiga JardimI Ana Luiza Lima SousaII Cláudia Maria SalgadoIII Hospitalizations due to primary caresensitive cardiovascular conditions in municipalities of Central-West Brazil RESUMO OBJETIVO: Analisar taxas de hospitalização por condições cardiovasculares sensíveis à atenção primária. MÉTODOS: Estudo ecológico com 237 municípios do Estado de Goiás, de 2000 a 2008, utilizando dados do Sistema de Informação Hospitalar e Sistema de Informação da Atenção Básica.
As taxas de hospitalização foram calculadas pela proporção entre o número de hospitalizações por condições cardiovasculares e a população acima de 40 anos.
Foram avaliadas em triênios: A (2000-2002), B (2003-2005) e C (2006-2008), segundo sexo, faixa etária, porte populacional, pertencimento à região metropolitana, macrorregião de saúde, distância da capital, Índice de Condições de Vida e Saúde e cobertura de Estratégia Saúde da Família.
A cobertura populacional pot...





Documentos relacionados