Utilização de biomateriais associados ou não ao plasma rico em plaquetas em cavidades ósseas cranianas. estudo microscópico em cães Reportar como inadecuado




Utilização de biomateriais associados ou não ao plasma rico em plaquetas em cavidades ósseas cranianas. estudo microscópico em cães - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Heric Yukio Iamashita ; Gustavo Jacobucci Farah ; Liogi Iwaki Filho ; Angelo José Pavan ;Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada 2006, 6 2

Autor: Edevaldo Tadeu Camarini

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Camarini, Edevaldo Tadeu; Yukio Iamashita, Heric; Jacobucci Farah, Gustavo; Iwaki Filho, Liogi; Pavan, Angelo José Utilização de Biomateriais Associados ou não ao Plasma Rico em Plaquetas em Cavidades Ósseas Cranianas.
Estudo Microscópico em Cães Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada, vol.
6, núm.
2, maio-setembro, 2006, pp. 199-206 Universidade Federal da Paraíba Paraíba, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=63760214 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Edevaldo Tadeu CAMARINI* Heric Yukio IAMASHITA** Gustavo Jacobucci FARAH*** Liogi IWAKI FILHO**** Angelo José PAVAN**** Objetivo: Avaliar uma possível atividade aceleradora do processo de reparo ósseo através da utilização do plasma rico em plaquetas (PRP), associado a biomateriais em cavidades ósseas cranianas de cães.
Método: Foram selecionados seis animais de raça indefinida, fêmeas, com aproximadamente 8 kg, sendo realizadas seis cavidades cranianas de 8 mm através de broca trefina que foram divididas em 6 grupos, cada grupo foi preenchido com os seguintes materiais: Grupo I: sangue (grupo controle); Grupo II: sangue e PRP; Grupo III: Biogran® (vidro bioativo) e sangue; Grupo IV: Biogran®, PRP e sangue; Grupo V: Bio-Oss® (hidroxiapatita natural de origem bovina) e sangue; Grupo VI: Bio-Oss®, PRP e sangue.
Trinta e sessenta dias após o procedimento sacrificaram-se os animais e as peças foram fixadas em formol a 10%, a seguir desmineralizadas em solução de EDTA, processadas e coradas com Hematoxilina e Eosina (HE).
Resultados: Não houve diferença signific...





Documentos relacionados