Estudo comparativo entre as densidades ópticas de superfícies proximais de molares decíduos com diagnósticos de higidos e de lesão de cárie in vitro Reportar como inadecuado




Estudo comparativo entre as densidades ópticas de superfícies proximais de molares decíduos com diagnósticos de higidos e de lesão de cárie in vitro - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Márcia Cançado Figueiredo ; Zini Bárbara ; Mircelei Saldanha Sampaio ; Vanessa Constant Barreto ;Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada 2006, 6 2

Autor: Tania Dhremer

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Dhremer, Tania; Cançado Figueiredo, Márcia; Bárbara, Zini; Saldanha Sampaio, Mircelei; Constant Barreto, Vanessa Estudo Comparativo Entre as Densidades Ópticas de Superfícies Proximais de Molares Decíduos com Diagnósticos de Higidos e de Lesão de Cárie in vitro Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada, vol.
6, núm.
2, maio-setembro, 2006, pp. 189-197 Universidade Federal da Paraíba Paraíba, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=63760213 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Tania DHREMER * Márcia Cançado FIGUEIREDO* Zini BÁRBARA** Mircelei Saldanha SAMPAIO*** Vanessa Constant BARRETO**** Objetivo: O presente trabalho, utilizando o programa DentScan-DentView® de imagem digital indireta, visa comparar as médias de densidade óptica de lesões cariosas com aspecto clínico visual in vitro de atividade-inatividade, com as médias de densidade óptica de tecidos hígidos de molares decíduos.
Método: A amostra de 193 faces proximais de molares decíduos foi analisada visualmente, radiografada e escaneada.
Para a análise estatística usaram-se os testes “t” de Student pareado e ANOVA com teste de Tuckey. Resultados: Observou-se que as médias de densidade óptica em tecido considerado hígido (esmalte e dentina do grupo controle) sempre foram maiores do que nos tecidos com diagnóstico de lesão cariosa pelo exame clínico visual e tátil in vitro dos mesmos dentes.
Conclusão: As médias de densidade óptica de esmalte são significativamente maiores, ao nível de p 0,000, do que em dentina.
A densidade óptica do esmalte e d...





Documentos relacionados