Editorial Reportar como inadecuado




Editorial - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Ciência & Saúde Coletiva 2004, 9 2

Autor: Reinaldo Guimarães

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Ciência & Saúde Coletiva ISSN: 1413-8123 cecilia@claves.fiocruz.br Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Brasil Guimarães, Reinaldo Editorial Ciência & Saúde Coletiva, vol.
9, núm.
2, abril-junio, 2004, p.
258 Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=63042999001 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto EDITORIAL EDITORIAL 258 Durante a década de 1990, por variadas razões, o tema da pesquisa em saúde foi objeto de crescente importância.
O debate teve início no âmbito da Organização Mundial de Saúde e espalhou-se para os governos nacionais de muitos países, em particular entre os países em desenvolvimento.
Para levar adiante a questão, logo em seguida foram criadas várias instâncias vinculadas ao “terceiro setor” como uma forma de fazer sentar em torno a uma mesma mesa de discussão os diversos atores, públicos e privados, ao norte e ao sul do Equador.
Hoje em dia, essas importantes organizações não-governamentais detêm grande capacidade de vocalização na discussão sobre o tema de pesquisa em saúde no mundo.
Não obstante, a Organização Mundial de Saúde e os governos nacionais ainda conservam uma posição de influência e liderança. Dentre as razões que aumentaram o interesse do Primeiro Mundo em debater as condições de saúde do Terceiro Mundo, destaca-se o crescente estado de miserabilidade, desumanização e mesmo extermínio ao qual há bastante tempo vêm chegando os povos da maior parte do continente africano, de algumas regiões da Ásia e também da América Latina.
A este fato, soma-se a crescente importância de problemas de saúde que, até então ...





Documentos relacionados