Famílias de mulheres presas, promoção da saúde e acesso às políticas sociais no distrito federal, brasil Reportar como inadecuado




Famílias de mulheres presas, promoção da saúde e acesso às políticas sociais no distrito federal, brasil - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Ciência & Saúde Coletiva 2016, 21 7

Autor: Éverton Luís Pereira

Fuente: http://www.redalyc.org/


Introducción



Ciência & Saúde Coletiva ISSN: 1413-8123 cecilia@claves.fiocruz.br Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Brasil Pereira, Éverton Luís Famílias de mulheres presas, promoção da saúde e acesso às políticas sociais no Distrito Federal, Brasil Ciência & Saúde Coletiva, vol.
21, núm.
7, julio, 2016, pp.
2123-2134 Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=63046188014 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto DOI: 10.1590-1413-81232015217.16792015 Families of incarcerated women, health promotion and access to social policies in the Federal District, Brazil Éverton Luís Pereira 1 Departamento de Saúde Coletiva, Universidade de Brasília.
Campus Universitário Darcy Ribeiro.
70910-900 Brasília DF Brasil. everton.epereira@gmail.com 1 Abstract This paper assesses the options for accessing public policies available to families of women incarcerated in the female penitentiary of Brazil’s Federal District.
It seeks to contribute to the construction of health promotion strategies for the female population living in the prison system. Some of the claims were revealed in the national comprehensive healthcare policy for individuals in the prison system, especially those that acknowledge the importance of intersectoral actions and relationship networks to promote health.
Data are presented from research conducted at the penitentiary in 2014 that used qualitative methodology by means of participant observation and semi-structured interviews with family members of women incarcerated in the Federal District.
It was detected that attention must be paid to the different types of relationship that exist ...





Documentos relacionados