Relações metodológicas entre fenomenologia, historiografia e psicologia humanista Reportar como inadecuado




Relações metodológicas entre fenomenologia, historiografia e psicologia humanista - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista da Abordagem Gestáltica: Phenomenological Studies 2010, XVI 1

Autor: William Barbosa Gomes

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=357735613002


Introducción



Revista da Abordagem Gestáltica: Phenomenological Studies ISSN: 1809-6867 revista@itgt.com.br Instituto de Treinamento e Pesquisa em Gestalt Terapia de Goiânia Brasil Barbosa Gomes, William Relações Metodológicas entre Fenomenologia, Historiografia e Psicologia Humanista Revista da Abordagem Gestáltica: Phenomenological Studies, vol.
XVI, núm.
1, junio, 2010, pp.
3-11 Instituto de Treinamento e Pesquisa em Gestalt Terapia de Goiânia Goiânia, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=357735613002 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Relações Metodológicas entre Fenomenologia, Historiografia e Psicologia Humanista Relações Metodológicas entre Fenomenologia, Historiografia e Psicologia Humanista12 Methodological Relations among Phenomenology, Historiography and Humanistic Psychology Relaciones Metodológicas entre Fenomenología, Historiografía y Psicología Humanística William Barbosa Gomes Resumo: Para o historiador, o método fenomenológico é recurso instrumental próprio à elaboração da difícil arte de narrar uma ação que efetivamente ocorreu.
Para o psicólogo humanista, a fenomenologia é ferramenta para recuperar a riqueza vivencial enquanto fenomenalidades dadas à compreensão e à elucidação.
Em nenhum dos casos a fenomenologia apresenta-se como perspectiva ou argumento, mas como recurso à exploração objetiva da subjetividade em busca de pistas intuitivas, mediadas pela lógica qualitativa.
Primeiro, o artigo discorre sobre as discussões metodológicas em busca da conciliação entre a estética da narrativa e a necessidade de evidências, ocorridas nas origens da fenomenologia de Husserl.
Segundo, toma a história da psicologia humanista para análise e para ...





Documentos relacionados