Linguagem poética e clínica fenomenológica existencial: aproximações a partir de gaston bachelard Reportar como inadecuado




Linguagem poética e clínica fenomenológica existencial: aproximações a partir de gaston bachelard - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Marcus Tulio Caldas ; Karl Heinz Efken ; Carmem Lúcia Brito Tavares Barreto ;Revista da Abordagem Gestáltica: Phenomenological Studies 2012, XVIII 2

Autor: Rafael Auler de Almeida Prado

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=357735517012


Introducción



Revista da Abordagem Gestáltica: Phenomenological Studies ISSN: 1809-6867 revista@itgt.com.br Instituto de Treinamento e Pesquisa em Gestalt Terapia de Goiânia Brasil de Almeida Prado, Rafael Auler; Caldas, Marcus Tulio; Heinz Efken, Karl; Brito Tavares Barreto, Carmem Lúcia LINGUAGEM POÉTICA E CLÍNICA FENOMENOLÓGICA EXISTENCIAL: APROXIMAÇÕES A PARTIR DE GASTON BACHELARD Revista da Abordagem Gestáltica: Phenomenological Studies, vol.
XVIII, núm.
2, julio-diciembre, 2012, pp.
216-223 Instituto de Treinamento e Pesquisa em Gestalt Terapia de Goiânia Goiânia, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=357735517012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rafael A.
A.
Prado; Marcus T.
Caldas; Karl H.
Efken & Carmem L.
B.
T.
Barreto LINGUAGEM POÉTICA E CLÍNICA FENOMENOLÓGICA EXISTENCIAL: APROXIMAÇÕES A PARTIR DE GASTON BACHELARD* Poetic Language and Existential Phenomenological Clinic: Rapprochements with Gaston Bachelard El Lenguaje Poético y la Clínica Fenomenológica Existencial: Aproximaciones a Partir de Gaston Bachelard R afael Auler de A lmeida Prado M arcus Tulio Caldas K arl Heinz Efken Carmem Lúcia Brito Tavares Barreto Resumo: A clínica fenomenológica existencial posiciona-se criticamente a uma modalidade de linguagem concebida por critérios, categorias ou conceitos.
Este artigo consiste numa reflexão teórica, com o objetivo de apresentar a imaginação poética como via de linguagem articulada com a dimensão compreensiva, própria desta abordagem psicológica.
Compreendemos a linguagem como gesto significador, de acordo com Merleau-Ponty e em oposição às concepções intelectualistas ou empiristas.
A “imaginação criadora” de Bachelard distingue-se da referênci...





Documentos relacionados