Mercados não têm que ser perfeitos: política da concorrência e análise de estrutura de mercado no sul global Reportar como inadecuado




Mercados não têm que ser perfeitos: política da concorrência e análise de estrutura de mercado no sul global - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Direito e Práxis 2016, 7 4

Autor: Dina I. Waked

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=350950139016


Introducción



Revista Direito e Práxis E-ISSN: 2179-8966 direitoepraxis@gmail.com Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Waked, Dina I. Mercados não têm que ser perfeitos: política da concorrência e análise de estrutura de Mercado no Sul global Revista Direito e Práxis, vol.
7, núm.
4, 2016, pp.
483-529 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=350950139016 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 483 Mercados não têm que ser perfeitos: política da concorrência e análise de estrutura de mercado no Sul global1 Markets need not be Perfect: Competition Policy and Market Structure Analysis in the Global South Dina I.
Waked Sciences Po, Paris, França. E-mail: dina.waked@sciencespo.fr Tradução: Fillipe Augusto Galeti Mauro Artigo recebido e aceito em novembro de 2016. 1 Agradeço a Einer Elhauge e Mark Roe por suas valiosas contribuições em diversas etapas dessa pesquisa.
Muitas das ideias apresentadas aqui foram desenvolvidas a partir de diálogos com Duncan Kennedy e se relacionam com seu trabalho a respeito de Direito e Economia crítica. Rio de Janeiro, Vol.
07, N.
4, 2016, p.
483-529. Dina I.
Waked DOI: 10.12957-dep.2016.26510 | ISSN: 2179-8966 484 Resumo O artigo explora alternativas ao ideal de concorrência perfeita e eficiência alocativa mais adequadas aos países do Sul global.
A busca pela concorrência perfeita como meio para realizar a eficiência alocativa não é apenas um guia inadequado para a aplicação do direito concorrencial em países do Sul global, mas também leva a uma política concorrencial indesejável.
Como substituta ao ideal estático de eficiência alocativa, propõe-se uma política concorrencia...





Documentos relacionados