Construindo corpos nas consultas médicas: uma etnografia sobre hipertensão arterial em salvador, bahia Reportar como inadecuado




Construindo corpos nas consultas médicas: uma etnografia sobre hipertensão arterial em salvador, bahia - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Caderno CRH 2011, 24 61

Autor: Elena Calvo-Gonzalez

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=347632183006


Introducción



Caderno CRH ISSN: 0103-4979 revcrh@ufba.br Universidade Federal da Bahia Brasil Calvo-Gonzalez, Elena CONSTRUINDO CORPOS NAS CONSULTAS MÉDICAS: uma etnografia sobre Hipertensão Arterial em Salvador, Bahia Caderno CRH, vol.
24, núm.
61, enero-abril, 2011, pp.
81-96 Universidade Federal da Bahia Salvador, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=347632183006 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Elena Calvo-Gonzalez DOSSIÊ CONSTRUINDO CORPOS NAS CONSULTAS MÉDICAS: uma etnografia sobre Hipertensão Arterial em Salvador, Bahia Elena Calvo-Gonzalez* O paciente, a pedido do médico, senta na maca. O médico se aproxima, carregando em uma mão o estetoscópio e na outra o esfigmomanômetro. Pendura o estetoscópio no pescoço, enquanto pergunta ao paciente: “Tem tirado a pressão?” O paciente olha para o médico, nega com a cabeça e estende o braço direito, sem o médico pedir.
O médico coloca o manguito do esfigmomanômetro no braço estendido do paciente e o insufla, enquanto ajeita o estetoscópio nos ouvidos e no braço do paciente.
O paciente começa a falar: “É porque.”.
O médico, com um gesto com a mão, pede silêncio ao paciente.
Ele olha para o braço, enquanto o médico olha para o ponteiro do esfigmomanômetro.
O medico esvazia o manguito e anuncia o valor da pressão: “18 por 10”.
“Doutor, tá boa?” “Tá não, tá é alta! Tem que tomar seu remédio.
Já tomou hoje?” (Diário de Campo, 28-07-08) aria encontros parecidos com o descrito acima em todas as consultas médicas.
A medição da pressão arterial, junto com os dados do histórico do paciente contidos no prontuário, é o que designa os pacientes, na visão clínica, como hipertensos ou normotensos,...





Documentos relacionados