Partidos de oposição nos estados: o ambiente da competição na arena eleitoral Reportar como inadecuado




Partidos de oposição nos estados: o ambiente da competição na arena eleitoral - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Caderno CRH 2012, 25 66

Autor: Gabriela da Silva Tarouco 7163

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=347632239012


Introducción



Caderno CRH ISSN: 0103-4979 revcrh@ufba.br Universidade Federal da Bahia Brasil da Silva Tarouco, Gabriela PARTIDOS DE OPOSIÇÃO NOS ESTADOS: o ambiente da competição na arena eleitoral Caderno CRH, vol.
25, núm.
66, septiembre-diciembre, 2012, pp.
573-585 Universidade Federal da Bahia Salvador, Brasil Disponible en: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=347632239012 Cómo citar el artículo Número completo Más información del artículo Página de la revista en redalyc.org Sistema de Información Científica Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal Proyecto académico sin fines de lucro, desarrollado bajo la iniciativa de acceso abierto Gabriela da Silva Tarouco PARTIDOS DE OPOSIÇÃO NOS ESTADOS: o ambiente da competição na arena eleitoral1 Gabriela da Silva Tarouco* INTRODUÇÃO A possibilidade de existência de oposições livres é, pelo menos desde Dahl (1966, 1971), um requisito incontestável da democracia e, por essa razão, foi objeto central nos estudos sobre transições e consolidação nos países da chamada terceira onda de democratização (Huntington, 1994).
Concluída a transição, a liberdade de contestação deixa de ser uma variável a chamar as atenções dos analistas e se torna um dado do quadro institucional.
A agenda de pesquisa sobre oposições se volta, então, para o comportamento das oposições e suas relações com os governos e com os resultados de políticas públicas. 1 Este artigo contém alguns dos resultados da pesquisa “O lugar das oposições na política subnacional” desenvolvido em cooperação entre a UFMG, UNIFESP e UFPE, com financiamento do CNPq e da FAPEMIG, tendo sido discutido em eventos internos pelos participantes do projeto, aos quais agradeço pelos comentários.
Agradeço também aos pareceristas anônimos do Caderno CRH pelas preciosas sugestões. * Doutora em Ciência Política pelo IUPERJ.
Professora do Departamento de Ciência Política da Universi...





Documentos relacionados