Uma trajetória dissonante: francisco de oliveira, a sudene e o cebrap Reportar como inadecuado




Uma trajetória dissonante: francisco de oliveira, a sudene e o cebrap - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Caderno CRH 2013, 26 67

Autor: Marco Antonio Perruso

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=347632190012


Introducción



Caderno CRH ISSN: 0103-4979 revcrh@ufba.br Universidade Federal da Bahia Brasil Perruso, Marco Antonio UMA TRAJETÓRIA DISSONANTE: Francisco de Oliveira, a SUDENE e o CEBRAP Caderno CRH, vol.
26, núm.
67, enero-abril, 2013, pp.
179-192 Universidade Federal da Bahia Salvador, Brasil Disponible en: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=347632190012 Cómo citar el artículo Número completo Más información del artículo Página de la revista en redalyc.org Sistema de Información Científica Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal Proyecto académico sin fines de lucro, desarrollado bajo la iniciativa de acceso abierto UMA TRAJETÓRIA DISSONANTE: Francisco de Oliveira, a SUDENE e o CEBRAP1 Marco Antonio Perruso* Este artigo apresenta um dos mais importantes cientistas sociais brasileiros, Francisco Maria Cavalcanti de Oliveira, mais conhecido como Chico de Oliveira.
O fato de ter sido figura destacada da cultura política nacionalista e desenvolvimentista do pré-64 – na SUDENE – e da cultura política crítica deste legado após o golpe – no CEBRAP – consubstancia uma trajetória dissonante, movimentada, por vezes turbulenta.
E evidencia o “devir” do espaço social no qual atuava, propiciando uma relativização da dualidade institucional, estilística e ideológica entre estes dois verdadeiros tipos ideais de produção e atuação intelectual.
Embora tal dualidade tenha feito toda a diferença para muitos dos que protagonizaram o período que trouxe a substituição de um padrão intelectual e político hegemônico (o ensaísmo engajado à maneira isebiana) por outro (os universitários politizados de origem uspiana), talvez ela não seja tão necessariamente opositiva como estamos acostumados a ler na história de nosso campo intelectual e da institucionalidade das ciências sociais brasileiras. PALAVRAS CHAVE: Pensamento Social Brasileiro.
Intelectuais.
Cultura Política, Francisco de Oliveira. Nascido ...





Documentos relacionados