Gênero, flexibilidade e precarização: o trabalho a domicílio na indústria de confecções Reportar como inadecuado




Gênero, flexibilidade e precarização: o trabalho a domicílio na indústria de confecções - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Célia Maria Pedrosa ;Sociedade e Estado 2007, 22 1

Autor: Magda de Almeida Neves

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=339930888002


Introducción



Sociedade e Estado ISSN: 0102-6992 revistasol@unb.br Universidade de Brasília Brasil Neves, Magda de Almeida; Pedrosa, Célia Maria Gênero, flexibilidade e precarização: o trabalho a domicílio na indústria de confecções Sociedade e Estado, vol.
22, núm.
1, enero-abril, 2007, pp.
11-34 Universidade de Brasília Brasília, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=339930888002 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Gênero, flexibilidade e precarização: o trabalho a domicílio na. 11 GÊNERO, FLEXIBILIDADE E PRECARIZAÇÃO: o trabalho a domicílio na indústria de confecções Magda de Almeida Neves* Célia Maria Pedrosa** Resumo: O rápido processo de mudanças na economia global, nos últimos anos, e a reestruturação produtiva reconfiguraram as relações de gênero no trabalho.
A entrada cada vez maior do contingente feminino no mercado de trabalho, além de dar visibilidade às relações que se engendram na esfera privada, apresenta um conjunto de novas experiências vivenciadas pelas mulheres no local de trabalho e no contexto mais amplo da própria sociedade.
Nestes últimos anos, a dinâmica flexível do processo produtivo acarretou o crescimento significativo do trabalho informal, num processo caracterizado pela sua heterogeneidade e, também, pela forma sistêmica de interação entre o setor formal e o informal.
O objetivo do presente artigo é analisar o trabalho a domicílio realizado por mulheres para a indústria de confecção numa cidade de porte médio em Minas Gerais. O enfraquecimento da regulação do trabalho e dos direitos sociais possibilita a multiplicação de atividades precarizadas, gerando flexibilização do contrato de trabalho, das condições de t...





Documentos relacionados