Colonialismo português e resistências angolanas nas memórias de adriano joão sebastião 1923-1960 Reportar como inadecuado




Colonialismo português e resistências angolanas nas memórias de adriano joão sebastião 1923-1960 - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Revista Tempo e Argumento 2016, 8 19

Autor: Washington Santos Nascimento

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=338149856012


Introducción



Revista Tempo e Argumento E-ISSN: 2175-1803 tempoeargumento@gmail.com Universidade do Estado de Santa Catarina Brasil Santos Nascimento, Washington Colonialismo português e resistências angolanas nas memórias de Adriano João Sebastião (1923-1960) Revista Tempo e Argumento, vol.
8, núm.
19, septiembre-diciembre, 2016, pp.
283-306 Universidade do Estado de Santa Catarina Florianópolis, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=338149856012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto e-ISSN 2175-1803 Colonialismo português e resistências angolanas nas memórias de Adriano João Sebastião (1923-1960) Resumo Este artigo faz uma discussão sobre a maior presença do colonialismo português no interior angolano na primeira metade do século XX e as resistências a ele.
Para tanto, acompanharemos parte da vida do politico Adriano João Sebastião desde o seu nascimento, em 1923, até sua prisão, em 1960, através da análise de seu livro de memórias “Dos Campos de Algodão aos dias de hoje”, editado em 1993.
Pretende-se, desta forma, entender como o colonialismo português afetou o cotidiano de um homem angolano. Washington Santos Nascimento Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo.
Professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Brasil washingtonprof@gmail.com Palavras-chave: Angola, Colonização, Resistências; Adriano Sebastião; Memórias. Para citar este artigo: NASCIMENTO, Washington Santos.
Colonialismo português e resistências angolanas nas memórias de Adriano João Sebastião (1923-1960).
Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v.
8, n.
19, p.
283 - 306.
set.-dez.
2016. DOI: 10.5965-2175180308192016283 http:--dx.doi.org-10.5965-2175180308192016283 Re...





Documentos relacionados