Validação de um instrumento de perfil pessoal nas organizações Reportar como inadecuado




Validação de um instrumento de perfil pessoal nas organizações - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Maria das Graças Torres da Paz ;Avaliação Psicológica 2009, 8 3

Autor: Marina Campos Dessen

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=335027282007


Introducción



Avaliação Psicológica ISSN: 1677-0471 revista@ibapnet.org.br Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica Brasil Campos Dessen, Marina; Torres da Paz, Maria das Graças VALIDAÇÃO DE UM INSTRUMENTO DE PERFIL PESSOAL NAS ORGANIZAÇÕES Avaliação Psicológica, vol.
8, núm.
3, diciembre-, 2009, pp.
347-357 Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica Ribeirão Preto, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=335027282007 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Avaliação Psicológica, 2009, 8(3), pp.
347-357 347 VALIDAÇÃO DE UM INSTRUMENTO DE PERFIL PESSOAL NAS ORGANIZAÇÕES Marina Campos Dessen1 - Universidade de Brasília, Brasília, Brasil Maria das Graças Torres da Paz - Universidade Católica de Brasília, Brasília, Brasil RESUMO O presente estudo teve como objetivo construir e validar um instrumento de perfil pessoal nas organizações que avaliasse mais especificamente os comportamentos dos indivíduos em seu ambiente de trabalho.
A escala foi construída com base na literatura e no conteúdo de 34 entrevistas realizadas com trabalhadores de diferentes organizações.
Sua versão inicial era composta por 128 itens e foi aplicada a 805 trabalhadores de organizações públicas e privadas, com idade média de 35,6 anos.
Destes, 48,5% eram homens e 47,7% eram mulheres; a porcentagem restante corresponde a indivíduos que não deram informações com relação ao sexo.
A análise fatorial revelou a existência de 8 fatores, com um total de 59 itens.
Os demais itens foram cortados em decorrência de seu conteúdo ou de sua carga fatorial.
Estes 8 fatores explicam 36,3% da variância do construto, possuem alpha de Cronbach superiores a 0,63 e itens com cargas fatoriais superiores ...





Documentos relacionados