independência na realização de atividades básicas de vida diária em pessoas idosas domiciliadas Reportar como inadecuado




independência na realização de atividades básicas de vida diária em pessoas idosas domiciliadas - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Daiane Porto Gautério ; Danielle Adriane Silveira Vidal ; Bibiane Moura da Rosa ; Bruna Zortea ; Bianca Silveira Urquia ;Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste 2013, 14 3

Autor: Silvana Sidney Costa Santos

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=324027991014


Introducción



Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste ISSN: 1517-3852 rene@ufc.br Universidade Federal do Ceará Brasil Sidney Costa Santos, Silvana; Porto Gautério, Daiane; Silveira Vidal, Danielle Adriane; Moura da Rosa, Bibiane; Zortea, Bruna; Silveira Urquia, Bianca (IN)DEPENDÊNCIA NA REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES BÁSICAS DE VIDA DIÁRIA EM PESSOAS IDOSAS DOMICILIADAS Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, vol.
14, núm.
3, 2013, pp.
579-587 Universidade Federal do Ceará Fortaleza, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=324027991014 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Santos SSC, Gautério DP, Vidal DAS, Rosa BM, Zortea B, Urquia BS Artigo Original (IN)DEPENDÊNCIA NA REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES BÁSICAS DE VIDA DIÁRIA EM PESSOAS IDOSAS DOMICILIADAS* (IN)DEPENDENCE OF ELDERLY PEOPLE AT THEIR HOME IN PERFORMING BASIC ACTIVITIES OF DAILY LIVING (IN) DEPENDENCIA EN LA REALIZACIÓN DE ACTIVIDADES BÁSICAS DE VIDA DIARIA EN ANCIANO DOMICILIADOS Silvana Sidney Costa Santos1, Daiane Porto Gautério2, Danielle Adriane Silveira Vidal3, Bibiane Moura da Rosa4, Bruna Zortea5, Bianca Silveira Urquia6 Objetivou-se delinear a (in)dependência na realização de atividades básicas de vida diária de pessoas idosas domiciliadas; aplicar gerontotecnologias educativas direcionadas à minimização de perdas funcionais específicas; identificar alterações da funcionalidade dessas pessoas, após utilização das gerontotecnologias educativas.
Pesquisa descritiva-quantitativa, em Rio Grande-Rio Grande do Sul, Brasil, com 109 idosos, em três etapas, de fevereiro de 2011 a abril de 2012, utilizando-se entrevista estruturada-Índice de Katz.
Os dados foram agrupados para tratamento estatístico-descritivo.
Primeira...





Documentos relacionados