Ações em saúde na atenção básica para redução da mortalidade infantil Reportar como inadecuado




Ações em saúde na atenção básica para redução da mortalidade infantil - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Maria Cândida de Carvalho Furtado ; Janaína Costa Barreto ; Jéssica Batistela Vicente ; Poliana Remundini de Lima ;Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste 2016, 17 1

Autor: Camila Marques Careti

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=324044160010


Introducción



Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste ISSN: 1517-3852 rene@ufc.br Universidade Federal do Ceará Brasil Marques Careti, Camila; de Carvalho Furtado, Maria Cândida; Costa Barreto, Janaína; Batistela Vicente, Jéssica; Remundini de Lima, Poliana Ações em saúde na atenção básica para redução da mortalidade infantil Revista da Rede de Enfermagem do Nordeste, vol.
17, núm.
1, enero-febrero, 2016, pp. 67-75 Universidade Federal do Ceará Fortaleza, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=324044160010 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original DOI: 10.15253-2175-6783.2016000100010 www.revistarene.ufc.br Ações em saúde na atenção básica para redução da mortalidade infantil Health actions in primary care to reduce child mortality Camila Marques Careti1, Maria Cândida de Carvalho Furtado1, Janaína Costa Barreto1, Jéssica Batistela Vicente1, Poliana Remundini de Lima1 Objetivo: identificar as ações em saúde que visam à redução da mortalidade infantil na atenção básica em um município do interior paulista.
Métodos: estudo exploratório, com abordagem quantitativa.
Participaram 54 profissionais (enfermeiros, médicos e agentes comunitários de saúde) de três unidades de saúde selecionadas. Resultados: a maioria dos participantes afirmou desenvolver ações de incentivo ao aleitamento materno; para 59,3%, as crianças atendidas estão com a vacinação em dia; 72,2% dos médicos e enfermeiros confirmaram que a criança recebe ao menos uma consulta na sua primeira semana de vida.
Para planejamento das ações em saúde, 51,9% afirmam que às vezes há participação da equipe nas reuniões.
Conclusão: várias ações correspondem ao preconizado pelas políti...





Documentos relacionados