Uso da violência doméstica como prática educativa: conhecendo a realidade em diamantina - mg- brasil Reportar como inadecuado




Uso da violência doméstica como prática educativa: conhecendo a realidade em diamantina - mg- brasil - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

NÁDIA VERÔNICA HALBOTH ; PAULA ARYANE BRITO ALVES ;Textos & Contextos Porto Alegre 2011, 10 1

Autor: RARIANNE CARVALHO PERUHYPE

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321527168013


Introducción



Textos & Contextos (Porto Alegre) E-ISSN: 1677-9509 textos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil CARVALHO PERUHYPE, RARIANNE; HALBOTH, NÁDIA VERÔNICA; BRITO ALVES, PAULA ARYANE Uso da violência doméstica como prática educativa: conhecendo a realidade em Diamantina - MG- Brasil Textos & Contextos (Porto Alegre), vol.
10, núm.
1, enero-julio, 2011, pp.
170-178 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, RS, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=321527168013 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Uso da violência doméstica como prática educativa: conhecendo a realidade em Diamantina – MG- Brasil Domestic violence as an educative practice: knowing the reality in Diamantina-MG-Brazil RARIANNE CARVALHO PERUHYPE* NÁDIA VERÔNICA HALBOTH** PAULA ARYANE BRITO ALVES***  RESUMO – O presente artigo objetiva analisar o uso da violência doméstica como prática educativa em Diamantina – MG.
Nesse sentido, foi utilizado um questionário aberto para avaliar o uso de disciplina não violenta, violência psicológica e violência física, esta classificada como leve, moderada e grave.
A amostra estudada se constituiu de 90 responsáveis por crianças, escolhidas aleatoriamente a partir do universo de 7.455 crianças matriculadas nas creches, pré-escolas e ensino fundamental, públicos e privados, na sede do município, periferia e também zona rural.
Alguns dos resultados mostraram que todos os entrevistados adotam a disciplina não violenta, 95,56% a Violência psicológica e 94,44% a violência física, que, nas formas moderada e grave, é praticada por 74,44% dos entrevistados.
O ensino de novas práticas educacionais surge, d...





Documentos relacionados