Políticas sociais e luta de classes: uma crítica a amartya sen Reportar como inadecuado




Políticas sociais e luta de classes: uma crítica a amartya sen - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

Textos & Contextos Porto Alegre 2012, 11 1

Autor: LUIZ JORGE V. PESSOA DE MENDONÇA

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321527331010


Introducción



Textos & Contextos (Porto Alegre) E-ISSN: 1677-9509 textos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil PESSOA DE MENDONÇA, LUIZ JORGE V. Políticas sociais e luta de classes: uma crítica a Amartya Sen Textos & Contextos (Porto Alegre), vol.
11, núm.
1, enero-julio, 2012, pp.
65-73 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, RS, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=321527331010 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Políticas sociais e luta de classes: uma crítica a Amartya Sen Social policies and the class struggle: criticizing Amartya Sen LUIZ JORGE V.
PESSOA DE MENDONÇA*  RESUMO – O artigo desenvolve o argumento de que as políticas econômicas e sociais adotadas pelo Banco Mundial, tal como desenvolvida por Amartya Sen, não resolvem o problema da pobreza dos países subdesenvolvidos.
Os pressupostos dessa teoria e as condições de vida das populações envolvidas acabam por justificar moralmente tais políticas, não se constituindo numa alternativa verdadeira de políticas sociais. Além disso, reproduz-se uma opção ideológica e política que desconhece a exploração capitalista e suas principais características.
A alternativa marxista coloca-se, portanto, como uma alternativa de interpretação. Palavras-chave – Políticas sociais e desigualdades.
Desigualdades econômicas. ABSTRACT – The economic and social policies adopt by de the World Bank, as developed by Amartya Sen, are explained as not sufficient to solve the problems of poverty in underdeveloped countries.
Its presumptions and the living condition of poverty population constraints these policies to be a moral option rather then to be a real alternative...





Documentos relacionados