Solo e raízes das dimensões individual, social e programática da vulnerabilidade e as sementes no processo de saúde da criança Reportar como inadecuado




Solo e raízes das dimensões individual, social e programática da vulnerabilidade e as sementes no processo de saúde da criança - Descarga este documento en PDF. Documentación en PDF para descargar gratis. Disponible también para leer online.

ESALBA SILVEIRA ;Textos & Contextos Porto Alegre 2013, 12 1

Autor: ELISA SCHERER BENEDETTO

Fuente: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321527373006


Introducción



Textos & Contextos (Porto Alegre) E-ISSN: 1677-9509 textos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil SCHERER BENEDETTO, ELISA; SILVEIRA, ESALBA Solo e raízes das dimensões individual, social e programática da vulnerabilidade e as sementes no processo de saúde da criança Textos & Contextos (Porto Alegre), vol.
12, núm.
1, enero-junio, 2013, pp.
68-84 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, RS, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=321527373006 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Solo e raízes das dimensões individual, social e programática da vulnerabilidade e as sementes no processo de saúde da criança Solo and roots of individual, social and programmatic vulnerability’s dimensions and the seeds in the child’s health process ELISA SCHERER BENEDETTO ESALBA SILVEIRA  RESUMO – O trabalho buscou conhecer a relação das dimensões da vulnerabilidade com o processo de saúde e doença da criança, através de uma pesquisa qualitativa do tipo descritivo, tendo como referencia o materialismo histórico.
Considera-se a vulnerabilidade uma categoria teórica, que analisa a chance de exposição para o adoecimento e para a saúde, pelo conjunto de aspectos individuais, sociais e programáticos.
Os resultados indicam que a vulnerabilidade é um fenômeno que se refrata na vida das famílias através do não reconhecimento dos direitos e dos impasses da organização do setor saúde, ao mesmo tempo em que identifica os condicionantes que são os propulsores de resistência.
As famílias se mostraram como as protagonistas nas mediações necessárias ao processo de saúde e doença das crianças, destacando-se ele...





Documentos relacionados